União da Madeira

O regresso do União da Madeira à primeira divisão origina um facto inédito porque pela primeira vez temos três formações madeirenses a competir no principal escalão. O União alcançou o sonho da subida no último instante da temporada transacta sob o comando de Vítor Oliveira. No entanto, o timoneiro deste ano é Luís Norton de Matos, que vai viver uma experiência única. 

O clube tem um problema devido ás fracas condições do estádio, mas também porque os rivais da ilha têm outro poder para atrair jogadores e cobertura mediática. Vai ser interessante verificar quantos jogos passam na televisão, já que em primeiro lugar estão os do Marítimo e do Nacional. De certeza que não há possibilidade de transmitir um jogo por jornada na ilha. 

Norton de Matos pretende Yuri Medeiros e Raphael Guzzo para conquistar a manutenção. O segundo também está a ser disputado pelo Tondela. 

As equipas que chegam à primeira divisão têm sempre dificuldades no primeiro ano. A estreia do União não é excepção, mas animação é coisa que não vai faltar na Madeira.

Comentários

Mensagens populares