Clima de guerrilha na imprensa

A paragem do campeonato para a realização dos jogos das selecções serviu para um ajuste de contas com o passado. A imprensa desportiva aproveitou a calma nos clubes para lançar a confusão ao trazer Jorge Jesus e Luís Filipe Vieira. Os dois travaram-se de razões no Record e na Bola. Agora vem Marco Silva queixar-se da forma como foi tratado no Sporting.

Temos assistido a uma "guerra" nos jornais porque os clubes ou os treinadores não resolverem adequadamente os processos em causa. O que aconteceu no Benfica e Sporting é um sinal dos tempos modernos. Ninguém sai para outra entidade patronal ou é despedido de forma séria. Ou seja, as pessoas preferem mandar recados do que falar na cara. 

Os últimos acontecimentos não favorecem o clima para os próximas jornadas que só param novamente na 3ª eliminatória da Taça de Portugal e para a selecção concluir a fase de apuramento para o Europeu. No entanto, ainda vai haver um FC Porto-Benfica e o regresso de Jesus à Luz fica muito perto.


Comentários

Mensagens populares