História das Competições: Euro 1996


O Euro 1996 em Inglaterra marcou o regresso da selecção portuguesa aos campeonatos da Europa de futebol, sendo que, nunca mais falhou uma presença neste torneio. 

A selecção nacional ficou no Grupo D com a Croácia, Dinamarca e Turquia. Pela primeira vez houve quatro grupos compostos pelo mesmo número de equipas. Os dois primeiros de cada um passavam à segunda fase que incluiu os quartos-de-final.

Portugal iniciou a participação com a Dinamarca. Um empate a uma bola contra os campeões europeus com golos de Laudrup e Sá Pinto faziam prever uma boa campanha. No segundo jogo frente à Turquia o defesa Fernando Couto decidiu a partida e na derradeira jornada contra a Croácia Figo, João Pinto e Domingos colocaram Portugal no primeiro lugar. 

No grupo A passaram Inglaterra e Holanda. No B, França e Espanha confirmaram o favoritismo e no C, Alemanha e República Checa ficaram à frente da Itália. 

Os quartos-de-final deram origem a grandes jogos. 

Espanha e Inglaterra empataram nos 120 minutos, tendo a sorte sorrido aos anfitriões nas grandes penalidades. A França também eliminou a Holanda da mesma forma. A Alemanha conseguiu vencer a Croácia por 2-1 no tempo regulamentar. Um chapéu de Karel Poborsky a Vítor Baía acabou com o sonho de Portugal. 

As grandes penalidades apuraram os finalistas da prova. A Alemanha bateu os ingleses, enquanto a República Checa alcançou a final depois de bater a França.

O golo de Oliver Bierhoff aos 5 minutos do prolongamento contra a República Checa deu o terceiro título aos alemães.

O português Rui Costa fez parte da  lista dos melhores jogadores do torneio. Alan Shearer obteve o título de melhor marcador com cinco golos. 

Comentários

Mensagens populares