As selecções do Euro: Portugal


O anúncio dos 23 convocados da selecção nacional inicia uma nova rubrica sobre as escolhas das equipas para o Europeu, mas também para a Copa América. 

A primeira selecção a ser analisada só poderia ser a portuguesa que tenta alcançar o primeiro lugar pela primeira vez. Portugal participa pela sétima vez num campeonato da Europa, tendo obtido excelentes resultados nas anteriores edições. Em três ocasiões, 86-2000-2012, chegou às meias-finais e em 2004 disputou o jogo decisivo em casa, mas perdeu para a Grécia. As piores prestações aconteceram em 96 e 2008 onde só conseguiu os quartos-de-final. Portugal passou sempre as fases de grupo.

As escolhas de Fernando Santos são equilibradas, embora o ataque seja o sector mais frágil. Os três extremos de enorme qualidade não substituem a necessidade de ter um ponta-de-lança com qualidade. Não existe um craque, mas há melhores do que Éder como André Silva. No entanto, pode ser que com ajuda de Cristiano Ronaldo, o jogador do Lille venha a ser uma surpresa. Nos jogos da primeira fase, Santos utiliza o 4x4x2 com dois avançados. A mudança para outro sistema depende dos adversários e se Éder tiver acertado na baliza da Áustria, Islândia e Hungria.

O meio-campo é o sector mais forte devido às presenças de Adrien, Renato Sanches, André Gomes, João Mário, Rafa, Danilo Pereira e João Moutinho. O rasgo destes jogadores será fundamental para o sucesso. Fernando Santos coloca nos jogadores que vão ser titulares neste sector mais responsabilidade. O campeonato da Europa vai ser um grande teste para confirmar a boa temporada realizada por João Mário, Adrien Silva e Renato Sanches nos clubes. Caso consigam superar o nervoso miudinho da estreia, temos selecção para fazer frente às melhores equipas do torneio. É importante que cresçam ao longo da competição para Portugal ser temido na hora das decisões. 

Os laterais também causam preocupação devido à vocação ofensiva. 

O seleccionador escolheu os melhores jogadores e os que estão em excelente momento de forma, o que não acontecia há bastante tempo. 

Comentários

Mensagens populares