Sp.Braga avança definitivamente rumo à maioridade

FINAL


Sp.Braga 2 FC Porto 2 
4-2 nas grandes penalidades
Golos: Rui Fonte, Josué  - André Silva 2

Os bracarenses conquistaram a Taça de Portugal, cinquenta anos depois após a última vitória e apenas uma temporada após a derrota contra o Sporting nas grandes penalidades.

Os guerreiros marcaram dois golos na primeira parte aproveitando dois erros incríveis dos defesas centrais do FC Porto. Chidozie e Marcano estiveram nos lances decisivos do adversário. Não se percebe porque razão Peseiro insistiu na manutenção do central nigeriano após a má exibição frente ao Sporting no Dragão para a 32ª jornada do campeonato. O segundo erro do técnico foi a aposta em Helton. O guarda-redes nunca se mostrou ligado com a defesa notando-se uma falta de de entrosamento. 

Os dragões reduziram pouco depois do golo de Josué por André Silva. O jovem avançado mostra qualidades que garantem a titularidade na próxima temporada, o que deverá levar à saída de Aboubakar. O camaronês nunca acertou com a baliza, ao passo que André Silva foi responsável pelo empate perto do fim. Os dragões mereceram ir para prolongamento porque dominaram mais, embora sem grandes oportunidades de golo. Os bracarenses estavam satisfeitos com o resultado, mas Paulo Fonseca não recuou a equipa, mantendo Hassan e Stoijljikovic em campo. 

No prolongamento esperava-se um domínio total dos dragões, mas isso não aconteceu devido ao cansaço dos jogadores. Não houve muito jogo nos 30 minutos adicionais porque os técnicos também já tinham feito as substituições. 

No final, os bracarenses sorriram nas grandes penalidades e venceram um troféu que lhes permite sonhar com mais, começando na supertaça frente ao Benfica. 

Comentários

Mensagens populares