Euro 2016. Deus não salvou a Inglaterra de mais um fracasso no jogo inaugural

Grupo B - 1ª jornada

Inglaterra 1 Rússia 1

Golo: Eric Dier - Glushakov
MVP: Dier - Glushakov

A Inglaterra continua sem quebrar a tradição de não vencer nos jogos inaugurais dos europeus de futebol, o que tem sido crucial na carreira da equipa ao longo das provas. 

Os ingleses prometem sempre grandes feitos, mas acabam por desiludir porque não conseguem vencer o primeiro jogo. No desafio frente aos russos, Roy Hodgson preferiu manter Rooney longe do ponta-de-lança. A verdade é que nem um nem o outro tiveram ocasiões flagrantes, à excepção de um remate do jogador do Manchester United antes do golo de Eric Dier. 

A Rússia fez o que lhe competia com apenas dois jogadores mais perto dos defesas ingleses. Dzyuba e Kokorin tentavam criar lances perigosos, mas Smalling e Cahill estiveram bem porque contaram com a ajuda de Eric Dier. No entanto, sempre que os russos se aproximavam da baliza de Joe Hart acabavam por ganhar canto. É verdade que a Rússia esteve melhor no plano defensivo que no ofensivo. Também não é mentira que a Inglaterra não tem arte e engenho para furar as teias montadas pelos adversários. Sterling aparece de vez em quando, Kane mal se viu e Rooney estava longe da baliza. Adam Lallana foi o único que jogou bem, embora só o tivesse feito na primeira parte, tendo desaparecido no segundo tempo. 

A única forma que os ingleses descobriram para chegar ao golo foi através de um livre bem marcado pelo antigo jogador do Sporting. Um tiro que não deu hipóteses a Akinfeev, apesar do guardião russo ter feito uma defesa fantástica a um remate de Rooney. A vitória parecia assegurada, mas uma boa jogada dos russos nos descontos tirou os três pontos à Inglaterra.

As duas equipas mais fortes ficam numa posição complicada para vencerem o grupo. Na próxima jornada, a Rússia tem um duelo coma Eslováquia e a Inglaterra defronta o líder País de Gales. 

Comentários

Mensagens populares