Euro 2016. Diabos vermelhos à solta em França

Oitavos-de-final

Hungria 0 Bélgica 4

Golos: Aldeirwereld, Batshuayi, Hazard, Ferreira-Carrasco
MVP: Eden Hazard - Dzsudsak

Os belgas ofereceram um excelente recital de futebol, embora os húngaros também confirmaram as boas prestações na fase de grupos. No entanto, a qualidade belga veio ao de cima durante os 90 minutos.

A forma como a Bélgica ataca o jogo deixa os rivais sem hipóteses, sobretudo às equipas que jogam sem preocupações defensivas como aconteceu com a Hungria. 

As duas equipas entraram com o pensamento na vitória, mas logo se percebeu que a Bélgica era melhor em todos os sectores, embora seja no ataque que residem as principais estrelas. Kevin De Bruyne, Dris Mertens e Eden Hazard são os melhores médios-atacantes do campeonato e se juntarmos Lukaku temos uma equipa temível que se assumiu candidata. Contudo, o belga do City e o jogador do Chelsea produzem 90% do futebol ofensivo da selecção. No sector defensivo há Witsel e Nainggolan para travar os ataques dos adversários. 

A Hungria tentou surpreender com Dzsudsak em destaque, além de algumas incursões de Lovrkensics pelas faixas e de tentativas por parte de Szalai, mas na baliza o grande Courtois evitou vários golos. 

A Bélgica confirma que tem qualidade para chegar à final, enquanto a Hungria termina o campeonato com uma goleada, mas tem condições para voltar aos grandes palcos europeus e mundiais devido ao excelente trabalho que está a fazer. O primeiro teste será na qualificação para o Mundial 2018 onde terá de medir forças com a selecção portuguesa. 

Comentários

Mensagens populares