Euro 2016



O Campeonato da Europa de futebol arranca em França numa edição que conta com 24 equipas. O alargamento de 16 selecções para 24 permitiu a várias equipas fazerem a estreia na competição. A Albânia, Irlanda do Norte, País de Gales, Eslováquia, Áustria e a Islândia têm a oportunidade de pisar os grandes palcos. 

Na linha da frente para conquistar o troféu estão a França e a Alemanha. A Espanha é detentora do troféu, mas ainda está longe dos tempos brilhantes. Existem quatro selecções que têm qualidade para chegar ao título, como é o caso de Portugal, além da Inglaterra, Bélgica e da Itália. O vencedor que não sair destas equipas será considerado uma surpresa, como aconteceu em 1992 e 2004 após as vitórias da Dinamarca e da Grécia. 

O número de participantes não inibe ninguém de sonhar com o título, pelo que, o equilíbrio será a nota dominante porque todos os concorrentes têm jogadores com experiência europeia. Outro factor que vai alimentar a esperança dos pequenos foi a fase de qualificação que possibilitou aumentar os níveis competitivos e a possibilidade dos quatro melhores terceiros classificados de cada grupo passarem aos oitavos-de-final. 

As perspectivas para um bom campeonato são elevadas, apesar de não estarmos perante um Europeu com grandes estrelas. Na selecção francesa Ribery e Benzema não foram convocados e os campeões europeus jogam sem Fernando Torres e Diego Costa. A Itália não tem um craque que se destaque e na Alemanha todos estão ao mesmo nível. Os únicos jogadores que deverão merecer especial atenção são Cristiano Ronaldo e Wayne Rooney. No entanto, o Euro 2016 fica marcado pelas boas organizações colectivas em vez dos destaques individuais. 

O Golo irá acompanhar todos os jogos do campeonato da Europa. 

Comentários

Mensagens populares