Oitavos-de-final



A primeira fase das eliminatórias trouxe bom futebol e algumas surpresas, como a vitória da Islândia sobre a Inglaterra e o direito de jogarem os quartos-de-final contra a França. Esperavam-se dois quartos-de-final com Alemanha-Itália e França-Inglaterra, mas os islandeses quebraram o favoritismo, tendo sido a grande surpresa dos oitavos.

Nesta ronda marcaram-se 19 golos, tendo havido apenas dois prolongamentos e um jogo em que foi necessário recorrer às grandes penalidades.

O destaque vai para a eliminação do bi-campeão europeu aos pés da Itália, pelo que, haverá um novo campeão em França. A vitória da Bélgica sobre a Hungria também acabou por ser surpreendente face à qualidade de jogo demonstrada pelos húngaros na fase de grupos, embora o resultado seja excessivo. Os belgas são candidatos, mas não se pode fazer previsões num campeonato marcado pelas surpresas, sendo que, o País de Gales mostra qualidade à medida que vai tendo minutos nas pernas. 

A melhor selecção dos oitavos-de-final foi a Bélgica pelo resultado, mas também pela exibição frente à Hungria. O futebol produzido por De Bryune, Hazard e Mertens é muito bom, sendo que, Witsel também contribui para dar classe à selecção. Neste momento, todos os sectores garantem consistência à equipa.

Antoine Griezmann conseguiu desbloquear a defesa irlandesa com dois golos, sendo que, também poderia ter feito mais porque foi o jogador mais esclarecido do ataque francês. O jogador do Atlético Madrid começa a ser decisivo nesta selecção depois de abrir caminho para a vitória dos bleus sobre a Albânia. Como aconteceu na época regular, basta aparecer Griezmann para resolver os problemas ofensivas da formação gaulesa. 

MVP´s: Blackzykowski (Polónia), Aaron Ramsey (País de Gales), Ricardo Quaresma (Portugal), Antoine Griezmann (França), Julian Draxler (Alemanha), Eden Hazard (Bélgica), Chiellini (Itália), Rajnar Sigurdsson (Islândia)

Melhor jogador da 3ª jornada: Cristiano Ronaldo

Comentários

Mensagens populares