Euro 2016. País de Gales pretende ser a melhor selecção do Reino Unido depois de conquistar a Europa

Quartos-de-final

País de Gales 3 Bélgica 1

Golos: Ashley Williams, Robson-Kanu, Sam Vokes - Nainggolan
MVP: Sam Vokes - Nainggolan

A vitória do País de Gales é um justo prémio pela excelente exibição frente aos belgas. Os galeses apresentam cada vez mais qualidade à medida que passam as eliminatórias. Neste jogo, estiveram melhores do que o adversário em todos os aspectos, embora tenham começado o jogo a perder. No entanto, o empate por Ashley Williams animou a equipa.

Os galeses não têm apenas Ramsey e Bale, embora os dois sejam fundamentais, pelo que, a ausência do jogador do Arsenal vai ser sentido nas meias-finais contra Portugal. 

A defesa galesa tem sido impecável, mesmo permitindo remates de longe que podem originar golos. No meio-campo Ramsey e Joe Allen fazem o que querem com a bola, enquanto Bale e Robson-Kanu são avançados rápidos e fortes, com o jogador do Real Madrid a evidenciar qualidade técnica. Os dois e posteriormente Vokes aproveitaram as fragilidades da defesa belga que teve de jogar sem Vertonghen e Vermaelen. 

A Bélgica não conseguiu fazer o mesmo frente à Hungria porque as duas principais unidades foram secadas pela defesa galesa. Hazard e De Bruyne desapareceram, cabendo a Witsel originar situações perigosas para os avançados, mas os caminhos para a baliza estavam tapados. Nesta altura, Chris Coleman corrigiu a questão dos remates de longe e os belgas tiveram de optar por penetrar na área, favorecendo quem defendia. 

Um triunfo merecido para a formação que mais tem evoluído ao longo do torneio, começando a mostrar qualidade no ataque, em particular na finalização. O próximo adversário de Portugal tem condições para se tornar na melhor selecção do Reino Unido.

Comentários

Mensagens populares