O percurso da Alemanha



Os campeões mundiais são a única formação que ainda não sofreu golos. Na finalização têm sido exemplares, só ficando em branco no jogo contra a Polónia. O seleccionador alemão começou por apostar em Goetze no ataque, mas agora mudou para Mário Gomez que tem fixado as defesas adversários.

A vitória sobre a Ucrânia parecia indicar um passeio na fase de grupos. A Mannschaft não teve que se esforçar muito para vencer por 2-0 com golos de Mustafi e Schweinstiger.

O jogo seguinte contra a Polónia acabou por ser morno porque as duas selecções não quiseram ganhar. O empate dava vantagem aos alemães na classificação porque tinham mais um golo marcado. O primeiro lugar acabou por ser confirmado no jogo contra a Irlanda do Norte com um golo de Gomez. A Polónia também só fez um golo contra a Ucrânia e por isso não conseguiu chegar ao lugar mais alto.

Nos oitavos-de-final, a Alemanha colocou em prática o melhor futebol. O resultado de 3-0 poderia ter sido ampliado caso Ozil tivesse marcado a grande penalidade. 

Em todos os jogos, os alemães não deixam o adversário respirar, com futebol seguro e inteligente, embora não muito rápido porque interessa fazer tudo bem. 

Comentários

Mensagens populares