O percurso da Bélgica



A selecção belga é a que tem jogado melhor neste campeonato, tendo obtido 8 golos em quatro jogos e sofrido apenas 2 no jogo inaugural contra a Itália. 

As exibições têm sido excelentes graças à qualidade individual de Witsel, Eden Hazard, Kevin De Bryune e Dris Mertens. Lukaku e Batshuay marcam os golos. 

O início não foi brilhante com uma derrota frente à Itália, embora o empate seja o resultado mais justo. No entanto, nesse jogo ficou uma boa imagem do futebol belga.

O técnico Marc Wilmots mudou algumas peças do primeiro para o segundo jogo. Meunier substituiu Ciman na lateral-direita, Kevin De Bryune jogou nas costas de Lukaku, Hazard foi para a esquerda e Ferreira-Carrasco tem alternado com Dris Mertens. No meio-campo, o intocável Witsel tem tido a companhia de Nainggolan e Dembelé. As alterações surtiram efeito no jogo contra República da Irlanda.

No terceiro jogo frente à Suécia, o domínio também acabou por ser dos belgas e não houve goleada por culpa de Isaksson. O golo de Nainggolan colocou a equipa no segundo lugar do grupo.

O desafio contra a Hungria poderia ser equilibrado, mas a grande capacidade de Hazard, Witsel e De Bruyne acabou com todas as dúvidas. Uma selecção que está no Europeu para vencer e que em cada jogo melhor a qualidade futebolística. 

A selecção galesa está ao nível das melhores em termos defensivos e também coloca desafios interessantes sob o prisma ofensivo. No entanto, existe qualidade do guarda-redes ao ataque para travar Bale e Ramsey.

Comentários

Mensagens populares