Liga Europa. Resultados ainda não acompanham crescimento da equipa

Grupo H - 3ª jornada

Konyaspor 1 Sp.Braga 1

Golos: Milosevic - Hassan

As equipas orientadas por José Peseiro costumam ser criticadas devido à falta de equilíbrio e consistência. Os bracarenses começam a ganhar as duas coisas, apesar de continuarem a sofrerem golos nos inícios dos jogos da Liga Europa. No entanto, nota-se uma evolução para responder aos vários momentos do jogo.

No início os guerreiros querem segurar o ímpeto do adversário, a meio do desafio equilibram e na parte final tentam ganhar o jogo. Ou seja, não existe pressa nem vontade de dominar o adversário no princípio. O problema é que a primeira tarefa não está a ser cumprida nas competições europeias, mas já existe capacidade para dar volta ao resultado. 

Na deslocação à Turquia, o Konyaspor marcou cedo, sem causar pânico no adversário. Aos poucos, os bracarenses tomaram conta do jogo, lançando-se para o ataque a partir do golo de Hassan. É uma evidência que a falta de Rafa estragou os planos ao treinador português que se preparava para construir uma equipa de sonho. Sem um criativo é necessário fazer as coisas com mais calma. Pedro Santos e Alan são bons jogadores, mas nenhum deles tem estatuto de desequilibrador. O brasileiro está sem pernas e o português não é o jogador que a imprensa pinta. Aliás, neste jogo quem fez mais para descoordenar a defesa turca foram os atacantes, em particular Rui Fonte. 

O resultado e a vitória do Shakhtar Donetsk mantém os bracarenses com possibilidade de chegar ao segundo lugar se vencer na próxima jornada e os ucranianos fizerem o mesmo na Bélgica. 

Comentários

Mensagens populares