Taça de Portugal. Luisão volta a ser importante na equipa principal

3ª eliminatória

1º Dezembro 1 Benfica 2

Golos: Martim Águas - Danilo, Luisão

Os encarnados tiveram bastante dificuldade em ultrapassar a equipa do Campeonato Portugal Prio. Os campeões só garantiram o triunfo no minuto 95 com uma cabeçada de Luisão após um canto. Os sintrenses mereciam o prolongamento pelo que fizeram durante o jogo, apesar do sistema defensivo e das oportunidades surgirem apenas por erros dos defesas encarnados, como aconteceu no lance que origina a grande penalidade que Martim Águas não perdoou.

O treinador benfiquista apostou em jogadores que não têm jogado como Zivkovic, Cervi e do estreante Danilo, além da primeira titularidade de José Gomes. A defesa ficou na mesma, entrando apenas Eliseu para o lugar de Grimaldo.

Os homens de trás praticamente não tiveram trabalho, pelo que, cabia aos atacantes criarem oportunidades de golo. Isso aconteceu poucas vezes. O sérvio ainda está desenquadrado e José Gomes tem muito para aprender. Cervi foi o único que tentou criar lances de génios porque Carrillo continua sem mostrar o valor que tem. O primeiro golo acabou por ser marcado por Danilo. 

À medida que o jogo se ia aproximando do final, Rui Vitória lançou Mitroglou para meter respeito na defesa contrária. Gonçalo Guedes entrou ao intervalo para jogar ao lado de José Gomes, mas sem consequências práticas. 

A vitória surgiu num período em que o Benfica tentava tudo, embora nalguns lances de ataque dos sintrenses houvesse descoordenação da defesa encarnada. 

Comentários

Mensagens populares