Taça de Portugal. Onze titular garante competitividade em todos os jogos

Quarta eliminatória 

Benfica 6 Marítimo 0

Golos: Mitroglou 2, Pizzi, Jiménez, Cervi, Pizzi, Gonçalo Guedes

O segredo da vitória esteve na manutenção do onze que empatou no Estádio do Dragão, à excepção de Júlio César. O treinador do Benfica não brinca em serviço e encara todas as competições com seriedade sem pensar no futuro. Ou seja, Rui Vitória esteve mais preocupado com o jogo desta noite do que o confronto decisivo frente ao Besiktas na quarta-feira.

A longa paragem competitiva obrigou Vitória a lançar os melhores jogadores e o resultado só podia ser um triunfo fantástico com algumas notas importantes. O argentino Cervi parece ter o lugar garantido, enquanto Luisão leva vantagem sobre Jardel e Lisandro, apesar dos 38 anos. No entanto, é no ataque que reside a maior surpresa com Gonçalo Guedes a revelar uma veia goleadora que trará problemas a Jonas para recuperar a titularidade. O jovem formado na Luz tem sido a maior surpresa pela forma como agarrou a nova posição. Por fim, o regresso de Rafa à competição é a melhor notícia porque o Benfica ganha mais um elemento para o ataque. Ainda há Zivkovic....

Os encarnados conseguem chegar aos oitavos-de-final, o que não aconteceu na temporada passada.

Comentários

Mensagens populares