Champions League. Vitória da única equipa que quis continuar nas competições europeias

Grupo F - 6ª jornada

Légia Varsóvia 1 Sporting 0

Golo: Guilherme

Os polacos confirmaram o bom momento de forma a partir da 4ª jornada, também coincidente com a retoma no campeonato. 

A verdade é que o Légia empatou com o Real Madrid, discutiu o jogo frente ao Borussia Dortmund e terminou a participação com a primeira vitória na competição após 21 anos, garantindo um lugar nas eliminatórias da Liga Europa. 

O Sporting estava com o pensamento no jogo de Domingo frente ao Benfica, como foi claro no discurso do treinador antes do desafio e nas opções para o encontro. A colocação de Paulo Oliveira como lateral-direito, a insistência de Markovic como segundo avançado ou extremo-esquerdo era um sinal que os leões esperavam um golo por vontade exclusiva do destino. 

Os polacos contrariaram o favoritismo leonino, mesmo com as alterações, desde o início através de duas jogadas que assustaram a formação portuguesa. O aviso estava dado com uma situação anulada pelo árbitro, mas ninguém deu atenção porque Guilherme conseguiu marcar aos 30 minutos numa boa jogada de Prijovic, antecipando a saída do Sporting das competições europeias porque a motivação não viajou para a Polónia. 

A obrigação de Jorge Jesus era mostrar que estava interessado em disputar as provas europeias e o campeonato ao mesmo tempo, pelo que, no segundo tempo, lançou André e Bryan Ruiz, tirando Markovic e Zegelaar, além de ter corrigido a aposta em Paulo Oliveira para meter Ricardo Esgaio que foi testado no fim-de-semana e na Taça da Liga. 

As alterações deram mais força aos visitantes que começaram a criar ocasiões, sobretudo por André. O brasileiro teve o empate nos pés por três vezes, sendo que, em duas delas falhou escandalosamente. O Légia aproveitava para contra-atacar com perigo, mas Rui Patrício evitou o 2-0 e 3-0...

Os leões ficam novamente a meio caminho das competições europeias por causa do desejo inaudito do treinador leonino em ser campeão nacional. O constante desinteresse pelos bons resultados na Europa também foi uma imagem de marca durante a passagem pelo Benfica. 

Man of the Match: Prijovic

Comentários