Champions League. Vardy deu a última esperança aos campeões ingleses

Oitavos-de-final 
1ª Mão

Sevilha 2 Leicester 1

Golos: Sarabia, Correa - Vardy

A diferença de qualidade das equipas é enorme, mas o Leicester aproveitou a única oportunidade de golo que teve durante todo o jogo para decidir a eliminatória em casa.

Os andaluzes quiseram acabar com a eliminatória no primeiro tempo, criando várias ocasiões, embora só tivessem concretizado o 2-0 aos 65 minutos por Correa. As situações deveriam ter dado para marcar uma mão cheia de golos, até porque desperdiçaram uma grande penalidade, mas na baliza o nome Schmeichel pesa para qualquer adversário. 

O problema do Leicester tem a ver com a falta de qualidade dos dois homens responsáveis por dar velocidade. Drinkwater e Ndidi são jogadores destrutivos, nada percebendo de construção. Os campeões ingleses são totalmente previsíveis com lançamentos longos, em particular para os médios mais ofensivos, Albrighton, Musa e Mahrez, que gostam de trocar de posições. A missão dos três é meter a bola na área, independentemente se Vardy consegue chegar a tempo. 

O Sevilha combateu o futebol físico dos ingleses com velocidade, técnica e remates fora da área. Só mesmo o dedo de um grande treinador consegue dar equilibrio a uma equipa jogando com Nasri, Jovetic, Sarabia e Vitolo, mantendo sempre os defesas laterais adiantados no terreno, actuando como segundos-extremos. Os dois primeiros renasceram para o futebol no Sanchez Pizjuan.

Um confronto interessante entre dois estilos diferentes. Na segunda mão cada equipa terá de adoptar uma postura diferente devido ao resultado. Mesmo assim, os espanhóis continuam em vantagem porque são melhores a defender do que os ingleses a atacar.

Man of the Match: Jovetic

Comentários

Mensagens populares