La Liga. Sevilha também sabe ser cínico

22ª jornada

Las Palmas 0 Sevilha 1

Golo: Joaquin Correa

Os dois jogadores lançados por Sampaoli na segunda parte deram uma vitória importante para o Sevilha. A jogada concluída por Joaquin Correa teve início num pontapé do guardião Sergio Ricco que foi parar à cabeça de Iborra. O número 8 só teve de colocar a bola numa zona onde poderiam aparecer Jovetic e Correa. 

O Sevilha continua uma equipa forte, sobretudo fora de casa, alcançando triunfos relevantes nesta temporada como em San Sebastian, Balaídos e na Gran Canaria, onde não venciam há 21 anos.

Apesar da conquista dos três pontos, o jogo nem sempre esteve favorável aos andaluzes, que tiveram de sofrer durante os primeiros 25 minutos da segunda parte. O Las Palmas encurralou o adversário no meio-campo, mas raramente conseguiu grandes oportunidades, mesmo tentando baralhar com as trocas de posicionamentos de Kevin Prince-Boateng e Jesé Rodriguez. Halil Halilovic era o único que se mantinha na mesma faixa. 

O segredo do sucesso do Sevilha é a forma como se transforma de um momento para o outro. Num ápice abandonou a postura defensiva para se colocar ao ataque. As iniciativas ofensivas pertenciam sempre quase a Vitolo, mas na segunda parte a ordem era fechar os caminhos da baliza e depois tentar a sorte com as entradas de Iborra, Jovetic e Correa. 

A equipa de Sampaoli não desarma na luta pelo melhor lugar possível, tendo conquistado a admiração pelo bom futebol praticado sem ter jogadores de nível mundial como o Barcelona e os dois clubes de Madrid.

Comentários

Mensagens populares