Liga NOS. Equipas somam um ponto insuficiente na luta pelos objectivos

20ª jornada

Sp.Braga 1 Estoril 1

Golos: Rosic - Kleber
MVP: Rosic - Kleber

As duas equipas vão continuar em crise de resultados e exibições porque a divisão de pontos não serve os interesses de nenhuma delas. 

Os dois treinadores entraram no comando técnico praticamente na mesma altura e não têm conseguido obter bons resultados. O jogo espelha na perfeição a forma de bracarenses e canarinhos. 

Na primeira parte, o Estoril jogou melhor, tendo chegado naturalmente ao golo através de um bom cabeceamento de Kleber no coração da grande área. Os guerreiros continuam sem assumir uma postura de comando no início da partida. A ideia do treinador passa por dar a iniciativa ao adversário e aproveitar o contra-ataque. A insistência na dupla Battaglia-Assis é um sinal que Jorge Simão pretende assustar o adversário com ataques letais a partir dos médios. O problema é que entre os dois médios e a linha avançada surge um espaço enorme bem ocupado pelos meio-campistas da outra equipa. 

O segundo tempo foi diferente devido à atitude mais atacante dos guerreiros. Jorge Simão apostou em Ricardo Horta. O tento do empate apareceu dez minutos depois do reinicio da partida, pelo que, ainda havia tempo para chegar à vitória. O argentino Battaglia começou a jogar futebol com algumas incursões pelo ataque que colocaram em xeque a defesa estorilista. Apesar da vontade demonstrada em conquistar a primeira vitória em três jogos no campeonato, o Estoril fechou bem as portas para segurar o primeiro ponto desde a entrada de Pedro Carmona. 

O empate traduz o domínio do Estoril na primeira parte e do Sp.Braga no segundo tempo. A estratégia de Simão não terá sucesso porque os bracarenses só vão assumir o jogo sempre que se encontrarem em desvantagem. No dia da apresentação, o treinador garantiu que iria aproveitar o material que tem, mas já se percebeu que o ADN defensivo também transita de Chaves. 

Comentários

mts

Mensagens populares