Other Languages

sábado, 11 de fevereiro de 2017

Liga NOS. Sadinos não aproveitaram permeabilidade defensiva do Chaves

21ª jornada

V.Setúbal 0 Desp.Chaves 0

MVP: Vasco Fernandes - Davidson

O empenho das duas equipas torna o resultado justo, mas houve oportunidades para o placard ter funcionado no Estádio do Bonfim.

O jogo esteve repartido durante 90 minutos, não haveno superioridade de uma equipa sobre a outra. A tranquilidade na tabela permitiu aos treinadores arriscarem mais, mesmo estando em causa a possibilidade de chegar a um lugar europeu. 

O ataque dos sadinos sofreu com a ausência de João Amaral, embora João Carvalho seja um bom jogador. Neste desafio o destaque ofensivo coube a Nuno Santos que enviou uma bola à barra. Os flavienses mantêm o talento no ataque com Perdigão e Fábio Martins, mas também continuaram a criar perigo após a entrada de Davidson. O problema do Chaves é a perda de coesão defensiva por causa das saídas de Battaglia e Assis. Os substitutos levam mais tempo a chegar ao ataque. Pedro Tiba é conhecido pela falta de qualidade e Bressan é uma solução de recurso. Perante isto, Braga tem de vir mais vezes ajudar a defender.

As equipas tiveram pior prestação no plano defensivo, sendo normal terem-se multiplicado as ocasiões de golo. Neste aspecto, quem ficou a perder depois do mercado de inverno foram os flavienses, já que, os sadinos continuam com as mesmas unidades. 

A divisão de pontos coloca as formações no top-ten do campeonato.

Sem comentários:

Enviar um comentário