Other Languages

sábado, 18 de março de 2017

Liga NOS. Um passo em frente, mesmo a sofrer durante 90 minutos

26ª jornada

Belenenses 1 Sp.Braga 2

Golos: Maurides - Hanin a.g, Rui Fonte
MVP: Abel Camará - Rui Fonte

A primeira vitória dos bracarenses fora de casa em três meses começou a ser construída no primeiro minuto. Um erro de Hanin abriu o marcador bem cedo, algo que fez bem ao ego dos guerreiros. 

O confronto entre dois clubes históricos do futebol português valeu a pena pela primeira parte, onde se marcaram três golos, mas poderiam ter havido mais. Os dois treinadores abordaram a partida em 4x2x31. Nem sempre assim aconteceu durante a temporada, mas Quim Machado e Jorge Simão perceberam que era a melhor maneira de ter rendimento no último terço do campeonato. 

Os dois golos em 20 minutos pelos bracarenses com influência de Rui Fonte são sinais de recuperação anímica e a certeza que existe margem para crescimento. Simão riscou Battaglia da titularidade para ter mais controlo de bola por parte de Vukcevic, em vez da velocidade do argentino. A posse de bola aumenta e as oportunidades começam a surgir pelo quarteto que tem responsabilidade de criar desequilíbrios. 

Os azuis do Restelo aproveitaram a boa forma de Camara para incomodarem a defesa contrária, mesmo tendo sido desviado para o flanco direito. A verdade é que o número 30 tem tido mais espaço desde que Maurides assumiu a condição de ponta-de-lança. Após a substituição de Camara o Belenenses perdeu fulgor atacante. Tiago Caeiro não acrescentou nada à equipa, ao contrário do que sucedeu no último desafio em casa. 

A postura defensiva do Sp.Braga teve sucesso, mas Jorge Simão corre demasiados riscos em tentar controlar as vantagens mínimas. A obtenção do terceiro golo deve ser uma prioridade antes de lançar Stoilijkovic para aproveitar os lances de bola parada. Os guerreiros ultrapassaram com sucesso a dupla jornada fora de casa, obtendo quatro pontos em campos difíceis. As exibições ainda não enchem o olho, mas nota-se progresso a nível atacante.

Sem comentários:

Enviar um comentário