Other Languages

sexta-feira, 3 de março de 2017

O declínio exibicional do Real Madrid


Desde o início do ano que as exibições do Real Madrid estão a piorar. A ausência de Bale não explica tudo, porque o galês voltou recentemente e a equipa não melhorou.

As opções do técnico Zidane deviam ser analisadas ao pormenor. É verdade que todas as equipas começam a ser construídas a partir da baliza, mas é no ataque que está o principal problema. A insistência em Benzema como número 9 é o primeiro pecado do treinador. O jogador gaulês atravessa uma má fase, impedindo Morata de se afirmar. O avançado espanhol já marcou oito golos no campeonato, sendo que, a maioria foi obtida na condição de suplente. 

O meio-campo também não dá garantias de sucesso, apesar de Casemiro e Modric serem jogadores de topo mundial. Toni Kroos tem qualidade, mas Isco garante mais uma unidade na frente, situação necessária para fazer face às defesas fechadas que costumam defrontar os merengues. 

Na defesa, Sergio Ramos continua com um estatuto intocável, mesmo cometendo deslizes como aconteceu contra o Las Palmas. Varane é muito melhor que o espanhol. As laterais também são permeáveis, tirando o brasileiro Marcelo, mas não existe substituto. Na direita, Carvajal e Danilo são medianos. 

A equipa tipo ainda deu chegar ao primeiro lugar com uma distância considerável sobre os rivais. Numa fase em que os jogos são de três em três dias, não há material para substituir os melhores jogadores, sendo que, nas posições referidas as primeiras opções também não garantem a conquista de troféus. 

Sem comentários:

Enviar um comentário