Champions League. Eliminatória aberta porque equipas apresentam os mesmos erros e virtudes

Quartos-de-final
1ª Mão

B.Dortmund 2 Mónaco 3

Golos: Dembelé, Kagawa - Mbappé 2, Bender a.g

As duas equipas deram a melhor resposta às explosões perto do autocarro dos alemães que motivaram o adiamento do jogo e causaram ferimentos em Marc Batra.

Os visitantes mantiveram a postura noutros jogos, nomeadamente frente ao Manchester City. Durante 45 minutos, o Mónaco dominou, criou situações, marcou dois golos e ainda falhou um penalti. Os alemães foram penalizados porque inventaram no onze inicial, permitindo bastante espaço aos avançados adversários no flanco esquerdo. Os dois golos nascem de cruzamentos provenientes desse corredor. 

No segundo tempo, Thomas Tuchel corrigiu o esquema táctico, colocando Raphael Guerreiro como defesa-esquerdo, além de ter ido buscar Nuri Sahin e Pulisic ao banco de suplentes. A estratégia resultou porque o Borussia encostou o Mónaco ao meio-campo defensivo. Nesta fase destaque para a grande qualidade demonstrada por Dembélé e da boa exibição do internacional português. No plano negativo estiveram Aubameyang, apesar do passe fantástico na jogada do primeiro golo, e Weigl. 

O empate esteve perto de ser alcançado, mas um erro defensivo permitiu a Mbappé marcar o 1-3 na cara de Burki na única ocasião registada durante o segundo tempo. O Mónaco continua a sofrer muitos golos, mas também marca mais que os adversários. 

A eliminatória continua em aberto, podendo-se verificar o resultado da primeira mão, mas a favor do Borussia Dortmund. As equipas estão bastante iguais, apresentando bons argumentos atacantes e pouca qualidade defensiva.

Craque do jogo: Mbappé

Comentários

mts

Mensagens populares