La Liga. Não há milagres se Ronaldo tiver que jogar sozinho

31ª jornada

Real Madrid 1 Atlético Madrid 1

Golos: Pepe - Griezmann

Um derby madrileno pouco intenso, apesar das duas equipas apresentaram os melhores jogadores. Os merengues criaram mais situações, mas apenas na primeira parte. 

O Real Madrid pretendia decidir a partida no primeiro tempo, pelo que, Cristiano Ronaldo e Benzema tiveram de se esforçar para encontrar buracos na defesa adversária. Os dois craques contaram apenas com a ajuda de Marcelo que desceu várias vezes para efectuar cruzamentos. As melhores ocasiões também surgiram em jogadas individuais do francês e do português. 

O caudal ofensivo poderia ter sido maior se Bale tivesse entrado em campo e Kroos ou Modric proporcionassem mais passes de ruptura. Zidane não arriscou porque sabia como o Atlético iria explorar o contra-ataque, o que aconteceu perto de intervalo por Anthoine Griezmann. 

O segundo tempo abriu com o golo de Pepe num cabeceamento letal sem defesa para Oblak. A vantagem no marcador teve duas consequências imediatas. A primeira foi o relaxamento do Real e a falta de ousadia dos colchoneros. Diego Simeone tinha poucas opções no banco, já que, não contou com Gaitán e Gameiro. 

Antes da tentativa de mexer com o jogo, Griezmann faz o empate numa falha da defesa merengue. A saída de Pepe por lesão no primeiro tempo descoordenou o sector mais recuado. 

O derby deveria ter sido mais emocionante porque nenhuma das equipas tinha muito a perder. O Real Madrid perdeu dois pontos, mas tem uma margem confortável perante o Barcelona que permitia abordar o desafio com mais risco. Não se pode entregar a responsabilidade do jogo só a Cristiano Ronaldo, mesmo que desta vez, tenha contado com a ajuda de Benzema. 

Comentários

Mensagens populares