Other Languages

segunda-feira, 24 de abril de 2017

Liga NOS. Dragões revelam má qualidade no jogo ofensivo

30ª jornada

FC Porto 0 Feirense 0

MVP: Danilo - Vaná

A grande exibição de Vaná Alves não é a única razão para o empate dos dragões, no seguimento da perda de dois pontos do Benfica em Alvalade.

O número de oportunidades de golo também não iliba os pupilos de Nuno Espírito Santo. O treinador fez tudo o que podia para sair do dragão com apenas um ponto de desvantagem sobre o Benfica, mas a ineficácia ou falta de ideias dos jogadores mantém as contas na mesma. 

A superioridade atacante não está em causa, embora haja bastantes momentos de falta de qualidade. Por exemplo, a necessidade de Soares vir buscar jogo ao meio-campo, como costuma acontecer no Benfica, retira a hipótese de explorar a zona central do adversário. Também existe notória falta de opções nos laterais e extremos que não conseguem cruzar. Alex Telles raramente criou perigos nos cantos e só tem capacidade para ser veloz e marcar bons livres. 

Os impedimentos de Corona e Brahimi explicam a má qualidade do jogo ofensivo. 

Os dragões desperdiçaram uma boa oportunidade para colocar pressão no Benfica. O empate deixa os encarnados mais confiantes porque podem empatar um dos dois jogos que vão realizar fora de casa, enquanto os portistas não podem desperdiçar qualquer ponto na dupla deslocação nas rondas 31 e 32.

Sem comentários:

Enviar um comentário