Liga NOS. Dragões também jogaram para o resultado

31ª jornada

Desp.Chaves 0 FC Porto 2

Golos: Soares, André André
MVP: Nelson Lenho - André André

Os dragões também imitaram o Benfica e optaram por uma exibição segura em detrimento de dar espectáculo, já que, na diferença de golos marcados e sofridos continuam em vantagem. 

A aproximação do FC Porto à baliza flaviense foi feita sempre com cuidado e sem muita pressa, aproveitando a falta de agressividade dos médios Tiba e Bressan. Nenhum conseguiu impedir Diogo Jota e André André de transportar a bola, nem sequer iniciar jogadas de ataque. Os extremos flavienses também tiveram pouca influência.

Por estas razões, o FC Porto teve sempre espaço para construir jogo pelo meio e nas faixas, sendo que, a zona central acabou por ser a escolhida com Diogo Jota em maior evidência. Corona voltou a ser bem tapado. 

As modificações operadas por Ricardo Soares ao intervalo com as entradas de Davidson e William não surtiram efeito. A segunda parte só teve interesse por causa dos golos. Soares revela novamente eficácia, enquanto André André concluiu uma boa exibição com o golo da tranquilidade. 

Neste jogo, a falta de velocidade inicial dos dragões revela receio do adversário, mas durante a partida provou-se que era um jogo para encurtar novamente distância relativamente ao Benfica.

Comentários

mts

Mensagens populares