Liga NOS. Duas cabeçadas certeiras animaram jogo muito faltoso

29ª jornada

Sp.Braga 1 FC Porto 1

Golos: Pedro Santos - Soares
MVP: Battaglia - Danilo

O empate é um prémio para o esforço, dedicação e vontade das duas equipas no desafio. A qualidade não esteve presente no AXA, mas a entrega também é importante nos clássicos. 

Os dois treinadores apostaram na mesma estrutura que garantiu boas exibições nos últimos jogos. O Sp.Braga acertou com a colocação dos três médios. Gamboa ainda está verde, mas tem qualidade e Battaglia começa a acertar o passo. As principais ocasiões de golos surgiram em situações iniciadas pelos pés do argentino, bem ajudado por Vukcevic. O golo de Pedro Santos aos 6 minutos impediu os dragões de se aventurarem no ataque na primeira parte como pretendiam. 

A sorte do FC Porto acabou por ser o pontapé de penalti desperdiçado pelo capitão bracarense no final do primeiro tempo. No plano moral, o FC Porto ficou mais forte, mas os guerreiros mantiveram a mesma solidez. 

O FC Porto colocou Corona no lugar de Oliver para dar mais profundidade no flanco e aproveitar o bom jogo de cabeça de Soares e André Silva. O tento do brasileiro surge num canto marcado por outro especialista, Alex Telles. 

No segundo tempo, os visitantes conseguiram explorar os flancos, com Brahimi a entrar pelo lado esquerdo, mas Corona teve pouco espaço para efectuar cruzamentos venenosos da direita. Nesta fase, notou-se o crescimento dos anfitriões a defender, embora o contra-ataque não tenha saído por causa do cansaço de Battaglia e da constante procura pela falta de Vukcevic e Gamboa. 

O treinador Nuno Espírito Santo surpreendeu nas alterações que efectuou no segundo tempo. As entradas de Herrera e Otávio permitiram aos bracarenses fecharem os caminhos pelo meio, não necessitando de especial atenção nos flancos. As escolhas do técnico no início e no final do jogo indicam falta de leitura. Por outro lado, Jorge Simão também espantou ao meter Rodrigo Pinho e Ricardo Horta numa altura em que era necessário defender. Os bracarenses não ficaram metidos lá atrás. 

A divisão de pontos prejudica os objectivos das duas equipas. Os dragões ficam a três pontos do Benfica, bastando apenas aos encarnados um empate para manter a liderança. O Sp.Braga perde o quarto lugar para o rival, mas nota-se evolução nas ideias do técnico.

Comentários

mts

Mensagens populares