Liga NOS. Três golos de Bas Dost impediram nova surpresa de Abel Ferreira

31ª jornada

Sp.Braga 2 Sporting 3

Golos: Ricardo Horta, Rui Fonte - Bas Dost 3
MVP: Rui Fonte - Bas Dost

O novo treinador dos bracarenses não conseguiu surpreender o adversário porque também não tinha as mesmas unidades que utilizou no desafio de Alvalade. Apesar de alguns erros defensivos que deram origem a dois penaltis e ao segundo golo de Bas Dost, nota-se diferença relativamente ao recente legado de Jorge Simão. Abel Ferreira regressou ao 4x4x2 bastante utilizado por José Peseiro com dois pontas-de-lança.  A construção da nova equipa tem de começar pelos sector mais recuado.

 A emoção do desafio só se deu a partir do segundo golo do avançado holandês, já que, nenhuma das equipas tem algo a ganhar ou a perder neste final da temporada. 

O golo de Ricardo Horta obrigou o Sporting a acordar, mas o penalti falhado por Adrien Silva voltou a desequilibrar a partida. No segundo tempo, Bas Dost empata a partida num erro de Marcelo Goiano, que poderia ter deixado a jogada continuar porque o central bracarense tinha o lance controlado. 

A igualdade deu uma força extra ao Sporting, embora tenha sido a entrada de Daniel Podence que mudou a história do jogo. O jovem jogador traz velocidade, precisão no passe e rigor táctico. Os golos de Bas Dost continuam a ser decisivos, mas Podence aumenta a qualidade do futebol leonino. A esperança renasceu em Braga com o 2-2 por Rui Fonte. O problema é que nem todos podem contar com Bas Dost no plantel. 

A vantagem leonina esteve na eficácia de Bas Dost e na falta de competência dos médios bracarenses na cobertura defensiva.

Comentários

mts

Mensagens populares