La Liga. Real Madrid não saiu do primeiro lugar, mesmo jogando com as segundas linhas


O campeonato espanhol teve bastante animação durante a temporada, mas o Real esteve mais tempo à frente do Barcelona.

Os merengues tiveram algumas fases em má forma, com particular destaque para o início do ano, mas raramente foram ultrapassados pelo grande rival. 

O jogo chave do campeonato foi a visita do Real a Camp Nou onde o empate manteve as duas equipas distanciadas por cinco pontos. A vitória catalã no último minuto no desafio do Bernabéu ainda colocou pressão, mas Cristiano Ronaldo fez uma grande ponta final que afastou qualquer hipótese de perder a primeira posição.

A inteligência de Zidane na gestão do plantel para atacar o campeonato e a Champions League também merece ser realçada. O desejo de conquista do 12º título europeu não podia sobrepor-se à vitória na liga interna, pelo que, em muitos jogos, o Real utilizou a segunda linha. Nalguns jogos, o treinador alterou 11 jogadores, correndo enormes riscos como se verificou no empate em casa frente ao Las Palmas. 

No final, Zidane conquistou o título espanhol e pode entrar na história como o primeiro treinador a conseguir dois títulos europeus consecutivos, alcançando o mesmo feito para o clube, já que, nenhuma equipa ganhou a Champions duas vezes seguidas. 

A oposição do Barcelona contou com o trio MSN, mas também com a boa forma de André Gomes, que apareceu rejuvenescido na parte final da temporada. 

A luta pelo título não contou com o Atlético Madrid. A formação colchonera esteve uns furos abaixo daquilo que era esperado, tendo mesmo o terceiro lugar ameaçado por um super Sevilha que ainda sonhou com o título. Os andaluzes dignificaram a competição, prometendo voltar em força na próxima época, mesmo sem Jorge Sampaoli no banco. 

Comentários

Mensagens populares