sexta-feira, 1 de dezembro de 2017

FC Porto vs Benfica


O grande clássico da jornada pode ser condicionado pelo resultado do Sporting contra o Belenenses em Alvalade. O triunfo dos leões coloca pressão sobre os dois rivais. Caso o FC Porto vença, fica com mais um ponto que o Sporting e o empate confere uma liderança partilhada. Se a vitória sorrir ao Benfica, tem menos um ponto que o rival lisboeta, igualando os dragões. Num campeonato com mais equilíbrio entre as principais equipas todos os pontos conquistados são bem-vindos, pelo que, os adeptos Francisco Penetra e Rogério Moura acreditam que a divisão de pontos prejudica os clubes que defendem. O benfiquista entende que "os encarnados vão continuar a olhar para cima e a ver dois adversários directos na frente". Por seu lado, o portista fica mais preocupado com "a liderança partilhada, sendo que, o empate prejudica o FC Porto porque joga em casa". 

A pressão também está nos dois lados devido à aproximação na tabela com o empate dos dragões na Vila das Aves e a goleada do Benfica frente ao V.Setúbal. Francisco Penetra acredita que "nesta altura, o Benfica precisa de mais uma vitória do que o adversário". Rogério Moura acrescenta que "existe uma pressão positiva para o Benfica".

O factor casa costuma ser fundamental neste tipo de desafios, mas os adeptos concordam que se trata de um jogo especial, sendo que, Rogério Moura tem a certeza que "o visitante nunca entra derrotado".

Os últimos resultados no campeonato contrariam a tendência da temporada. Isto é, o empate do FC Porto foi uma escorregadela e o triunfo gordo do Benfica tem sido a excepção em quatro meses de competição. No Dragão tudo pode voltar à normalidade ou ser o inicio de um novo ciclo, mas os dois adeptos são unânimes na avaliação da qualidade futebolística do Benfica. Rogério Moura explica que "não está forte como nos últimos anos", e Francisco Penetra garante que "a equipa continua longe das temporadas em que conquistou o título, embora mostre algum crescimento e mais dinâmica". O excelente momento dos dragões tem sido recompensado com a liderança da liga e a possibilidade de chegar aos oitavos da Champions Legue. O portista defende que "a equipa tem estado bem, sempre com a mística, mas em Janeiro e Fevereiro podem surgir problemas caso não se contrate nenhum jogador porque o plantel é curto". 

Os dois treinadores já se defrontaram várias vezes ao serviço de outros clubes, mas nunca na liderança dos grandes porque é a primeira época de Sérgio Conceição. Francisco Penetra considera que "o maior número de jogos de Rui Vitória no clube" confere vantagem, mas Rogério Moura acredita na "mística que Sérgio Conceição transmite aos jogadores".

Sem comentários:

Enviar um comentário