Taça da Liga. Sporting conquista o troféu pela primeira vez

FINAL

V.Setúbal 1 Sporting 1
4-5 nas grandes penalidades

Golos: Bas Dost - Gonçalo Paciência

Os leões conquistaram a competição pela primeira vez repetindo a lotaria nas grandes penalidades com os sadinos, à semelhança do que sucedeu na primeira edição. Contudo, onze anos depois saíram vencedores.

O golo cedo de Gonçalo Paciência não estava nas cogitações leoninas que impediu o domínio da partida. Os sadinos puderam jogar como quiseram durante quase toda a primeira parte por se encontrarem em situação de vantagem. 

O Sporting tinha poucas surpresas a apresentar perante um adversário com quem empatou recentemente, pelo que, seria preciso alguma novidade que causasse problemas à defesa sadina, cujo principal método de despachar a bola é o pontapé para a frente em qualquer circunstância.

A novidade de Jesus no onze foi Montero. O avançado colombiano tentou fazer uma boa dupla com Bas Dost, mas os sadinos conseguiram impedir que houvesse entendimento. Neste jogo, o holandês trabalhou mais em zonas recuadas.

A boa exibição na segunda parte, particularmente na última meia-hora, mostra a vontade dos jogadores leoninos em conquistar a competição. As iniciativas atacantes nem sempre foram bem concluídas, embora também seja preciso dar mérito a Trigueira que efectuou três defesas dignas de registo, tendo duas delas sido na mesma jogada após remates de Bas Dost. Na terceira tentativa do avançado holandês, Podstwaski substituiu o guardião metendo a mão na bola. Contudo, só foi possivel descortinar a falta depois de consultar o VAR, já que, Trigueira está atrás do número 6 e também estica o braço.

O Sporting não teve tempo de procurar o 2-1 e o Vit.Setúbal pretendeu ganhar a partida nas grandes penalidades. Nos últimos dez minutos destaque para uma perdida incrível de Doumbia que só tinha de controlar a bola para marcar na cara do guarda-redes.

Nas grandes penalidades finais, Rui Patrício não precisou de ser herói porque Tomas Podstwaski voltou a vestir a pele de réu ao mandar a bola à trave.

Comentários