Liga NOS. Três cabeçadas certeiras ainda alimentam o sonho da Europa

28ª jornada

Marítimo 4 Feirense 1


Golos: Joel 2, Ricardo Valente, Jean Cleber - Babanco
MVP: Joel - Babanco
A segunda parte de luxo dos madeirenses permite ainda sonhar com o regresso às competições europeias, mas apenas através do quinto lugar.

O Feirense só tinha como única hipótese entrar em campo com vontade ganhadora para aproveitar o deslize do Aves em casa. A atitude competitiva pareceu adequada, embora os remates à baliza tivessem sido raros, com excepção de uma ocasião de Karamanos na parte final.

No segundo tempo, o Marítimo impos a lei da ordem, como tem sido habitual em casa. No entanto, os primeiros golos surgiram apenas de marcação de cantos, tendo por autor Joel. 

A vantagem de dois tentos libertou os insulares de uma eventual pressão. O terceiro tento surgiu também de um cabeça, mas desta vez foi Ricardo Valente o autor da proeza. 

Os festejos dos adeptos duraram pouco tempo devido ao excelente livre de Babanco no 3-1. O problema é que os visitantes não iriam mostrar nos últimos vinte minutos o que nunca fizeram em 70, pelo que, bastou uma jogada de contra-ataque do adversário para acabar com todas as dúvidas. Joel esteve no passe para o golo de Jean Cleber.

Uma tarde de sonho do Marítimo, que esperou pelo momento certo para explorar as fragilidades de um adversário em decadência. 

Comentários