Poste Direito. A missão bem sucedida de José Mourinho


A recente eliminação do United aos pés do Sevilha nos oitavos da Champions colocou Mourinho em dificuldades, pela primeira vez desde que está em Old Trafford. 

Em duas épocas o trabalho do treinador tem sido bom, conseguindo aliar resultados a boas exibições. As conquistas da Supertaça, Taça da Liga Inglesa e da Liga Europa na primeira temporada foram suficientes para superar o mau desempenho no campeonato. Nesta época, sobra a conquista da Taça de Inglaterra, podendo ficar com o honroso segundo lugar na Premier League.

A evolução da equipa é uma realidade, havendo tempo e espaço para a integração dos novos craques. As estrelas que chegaram ao plantel, como Pogba, Ibrahimovic e Alexis Sanchez puderam ambientar-se à nova realidade. O francês subiu de produção da primeira para a segunda temporada e só uma grave lesão afastou definitivamente o sueco da competição. 

O objectivo do treinador português passa por construir um plantel muito forte no longo prazo capaz de discutir a Premier League e a Liga dos Campeões. Os outros troféus já não servem para satisfazer Mourinho. 

As críticas aparecem nos piores momentos, pelo que, não se pode estranhar as últimas notícias. A equipa ficará mais forte à medida que Mourinho identificar as lacunas. Ou seja, a força do plantel não será pela presença de jogadores da mesma valia em cada posição, mas contratar 12-13 jogadores que garantem fiabilidade nas principais competições. 

O caminho de Mourinho no United está a ser bem construído e sem erros que o obriguem a dar passos atrás para o sucesso do clube ser permanente e não apenas temporário, como acontece no Chelsea.

Comentários