AS Roma e Juventus dignificaram o futebol italiano


A reviravolta da AS Roma frente ao Barcelona entra para a história da competição. O golo marcado em Camp Nou fez a diferença na eliminatória, o que não aconteceu na tentativa de Juventus imitar o feito no Santiago Bernabeu contra o Real Madrid. Um golinho na primeira mão em casa daria jeito.

Os clubes espanhóis perderam pontos, embora o Real Madrid tivesse seguido em frente. Contudo, nem uma vitória e três exibições muito frouxas de merengues, blaugrana e andaluzes. O excesso de confiança terá sido a principal razão dos bons resultados de Roma e Juventus. Também é preciso ter em conta a qualidade, por vezes esquecida, das equipas italianas. 

Os duelos entre espanhóis e italianos foram os únicos com emoção na segunda mão, já que, no confronto entre ingleses manteve-se a vantagem do Liverpool, apesar do primeiro golo cedo do City. No outro jogo, Bayern e Sevilha falharam muitos golos.

Nesta jornada marcaram-se três golos antes dos dez minutos, sempre pela equipa que se encontrava em desvantagem na eliminatória, oferecendo mais emoção às partidas. Dzeko, Mandzukic e Gabriel Jesus conseguiram colocar pressão sobre o adversário, embora apenas o tento do bósnio ao serviço da AS Roma tenha tido consequências positivas. 


STATS

Nesta ronda marcaram-se 10 golos, aumentando para 377 em toda a competição. O período entre o minuto 1 e 15 alcançou a quarta posição, igualando o 16-30 com 60 tentos. As outras estatísticas mantiveram-se praticamente na mesma com o Real Madrid a liderar a percentagem de passes e o número de remates. Na posse de bola estão distantes do primeiro lugar, bem como o Bayern, mas podem aproveitar as meias-finais para conseguirem mais um feito. 

Cristiano Ronaldo dificilmente deixará de ser o melhor marcador, mesmo com ameaças perigosas de Salah e Firmino. Os dois também podem chegar ao primeiro posto. 

Best Of

Melhor  Equipa
AS Roma
Os italianos deram um baile ao Barcelona com vitória por 3-0 e podendo marcar mais. Os anfitriões dominaram toda a partida, impossibilitando qualquer reacção fatal do adversário. A qualidade de construção e de passe de De Rossi veio ao cima, bem como a eficácia de Dzeko. A organização defensiva que cometeu vários erros em Camp Nou, com dois auto-golos, esteve impecável na forma como recuperava a bola rapidamente para se iniciarem ataques. 

Melhor jogo
Real Madrid - Juventus
Em termos de oportunidades o desafio foi melhor que a visita do Barça à capital italiana. Houve mais equilíbrio porque os merengues raramente se deixam ficar na zona defensiva. O início da Juventus encolheu o adversário, mas o Real conseguiu criar situações que não faziam prever o mesmo desfecho do dia anterior. O golo da tranquilidade só nasceu aos 98 minutos, mas houve possibilidade do sonho dos visitantes ser desfeito mais cedo, nomeadamente num remate à barra de Varane

Melhor jogador
James Rodríguez
O jogador do Bayern Munique recebeu mais votos que Salah, Dzeko e Mandzukic. James não marcou golos na recepção ao Sevilha, mas nota-se maior influência na condução do jogo ofensivo dos alemães, já que, Robben e Ribery estavam bem marcados nos flancos. As melhores oportunidades também pertenceram ao colombiano. 

NOTAS

+ Recuperações históricas da AS Roma e da Juventus frente aos gigantes espanhóis

+ Golo de Dzeko contra o Barcelona

+ Bola na barra de Varane contra o campeão italiano

+ Jogo de parada e resposta no Bayern Munique vs Sevilha

+ Golaço de Roberto Firmino contra o Manchester City

+ Golos madrugadores de Dzeko, Mandzukic e Gabriel Jesus que permitiram aos adeptos sonharem com a reviravolta

+ Liverpool conseguiu impedir que o ascendente do City na primeira parte se traduzisse no empate da eliminatória

- Atitude pouco competitiva do Barcelona no Olímpico de Roma que valeu a eliminação

- Real Madrid esteve perto de abandonar a competição 

- Expulsão de Buffon no final do Real Madrid - Juventus

- Segunda parte pouco produtiva do City

- Bayern Munique e Sevilha falharam muitos golos

Comentários