FA Cup. Mourinho vai lutar por mais um troféu que pode apagar a época irregular

Meias-finais

Manchester United 2 Tottenham 1

Golos: Alexis Sanchez, Ander Herrera - Delle Alli

Os dois golos marcados em 25 minutos prometia um jogo escaldante e imprevisível, mas os spurs e red devils não conseguiram manter o número de oportunidades, apesar do ritmo alto durante 90 minutos.

Os tentos iniciais provocaram receio nos treinadores, sobretudo na segunda parte, sendo expectável, que o marcador do segundo golo pudesse vencer a partida, o que acabou por acontecer. No plano táctico, José Mourinho levou a melhor devido à baixa de forma de algumas peças do adversário, nomeadamente Harry Kane. O número de cruzamentos para a grande área do United depois do 2-1 esteve bastante perto do zero. 

O United sentiu-se confortável na posição de vantagem porque raramente saiu do 4x5x1 defensivo, contando também com a ajuda de Lukaku. A boa forma de Paul Pogba proporcionou lançamentos longos que causavam pânico na defesa do Tottenham. Na segunda parte só o jogador francês teve direito a participar em iniciativas ofensivas.

Os Spurs raramente construíam com velocidade, apesar de Eriksen ser obrigado a recuar bastante no terreno para iniciar as jogadas, mesmo com Dembele e Lucas Moura em campo. Nem com a entrada de Wanyama, o médio dinamarquês conseguiu liberdade para repetir acções semelhantes ao primeiro golo. 

A estratégia de Mourinho resulta devido à fraca oposição do Tottenham no plano ofensivo nesta fase da temporada. A falta de ideias ou o cansaço dos jogadores impediu a discussão por um novo troféu.

Comentários