Liga Portugal. Recurso ao videoárbitro impediu que o resultado se traduzisse em qualidade

30ª jornada

Belenenses 3 Sporting 4

Golos: Yebda, Licá, Fredy - Bas Dost, Gelson Martins, Acuna, Bruno Fernandes
MVP: Licá - Bruno Fernandes

Um bom jogo no Restelo com muitos golos, mas também com inúmeros casos que obrigaram ao recurso do videoárbitro, cortando várias vezes o ritmo da partida. O resultado final não foi sinónimo de grande qualidade, mas de muita emoção.

Os azuis do Restelo estiveram em vantagem no início, embora a qualidade dos jogadores leoninos fosse suficiente para dar a volta ao marcador em apenas 16 minutos. 

Apesar do 1-0 ter durado pouco tempo, o Belenenses mostrou a mesma vontade que exibiu frente a Benfica e FC Porto, onde conseguiu conquistar pontos. Contudo, a desorganização defensiva deste jogo permitiu ao Sporting chegar ao intervalo com uma vantagem de dois golos. Acuna coroou uma grande exibição com um golo. 

As invenções de Jorge Jesus, como aconteceu frente ao Atlético Madrid, ao intervalo poderiam ter custado bastante caro. O técnico tirou Fábio Coentrão, recuou Acuna para lateral-esquerdo e Wendel entra para o meio-campo ao lado de Battaglia. Bryan Ruiz desloca-se para o lado esquerdo do ataque. 

A experiência correu mal porque os anfitriões chegaram rapidamente a nova igualdade em apenas cinco minutos. O ritmo do brasileiro Wendel ainda é lento. 

O empate nos últimos 15 minutos faziam prever um jogo com bastantes oportunidades em cada baliza, mas Yebda estragou os planos, sobretudo de Silas, com uma falta sobre Bas Dost na grande área. Bruno Fernandes não perdoou na marcação do penalti que confirmou mais um triunfo complicado fora de portas. 

O Sporting consegue reentrar na luta pelo segundo lugar, ganhando três pontos ao Benfica, e mantendo a mesma distância para o FC Porto.

Comentários