Premier League. Manchester United conseguiu impedir o rival de festejar o título

33ª jornada

Manchester City 2 Manchester United 3

Golos: Gundogan, Kompany - Pogba 2, Smalling
MOM: Sterling - Pogba

A batalha de Manchester não defraudou as expectativas, já que, as duas equipas deram o máximo para alcançar os objectivos. O City procurava selar a conquista do título, enquanto o United pretendia segurar o terceiro lugar.

Em cada parte houve domínio territorial diferente concretizado com os golos. Ou seja, dois para os citizens na primeira parte e três do United no segundo tempo. 

O 4x3x3 foi o sistema táctico escolhido pelos dois treinadores, embora com dinâmicas distintas. Guardiola apostou em Bernardo Silva como ponta-de-lança, apoiado nos flancos por Sane e Sterling, mas rapidamente trocou o português pelo número 7, apesar da excelente entrada na partida com dois golos aos 30 minutos. Aguero, Jesus e De Bruyne ficaram no banco à espera de serem chamados de urgência ou a descansar para o desafio da Champions League frente ao Liverpool.  O United praticamente não respondeu à avalanche ofensiva do adversário, que poderia ter aumentado o marcador em duas ocasiões.

O treinador português manteve a confiança nos jogadores na segunda parte porque não havia nenhuma razão para sacrificar alguém tendo em conta que os golos sofridos resultaram do mérito do adversário. O risco de Mourinho em continuar com as mesmas unidades foi recompensado com dois golos consecutivos de Pogba. A equipa teve mérito na forma como chegou ao empate, mas as finalizações do francês são simplesmente soberbas.

O United ficou por cima durante a segunda parte, tendo alcançado a vantagem por Chris Smalling aos 69 minutos numa grande cabeçada após assistência de Alexis Sanchez. A resposta de Guardiola surgiu logo a seguir com as entradas de De Bruyne, Jesus e Aguero nos lugares de Bernardo Silva, David Silva e Gundogan entre os 72 e os 76. Nessa altura o adversário ainda não tinha efectuado qualquer alteração.

O City tornou-se mais perigoso com os melhores elementos em campo, conseguindo criar mais duas ocasiões que De Gea salvou de forma miraculosa. Contudo, o United manteve o controlo do resto do encontro. 

Um grande jogo entre velhos rivais e com diferentes momentos. Os anfitriões apenas adiaram os festejos da conquista do campeonato e o segundo lugar deve ficar mesmo em Old Trafford.

Comentários