Manchester City confirmou o favoritismo durante toda a temporada


Os citizens conquistaram o troféu mais apetecido do futebol inglês. Uma campanha fantástica do princípio ao fim, embora sem igualar o recorde do Arsenal, que em 2004 terminou o campeonato sem derrotas. No entanto, o que fica para a história é a qualidade de jogo praticada ao longo de dez meses perante praticamente todos os adversários. 

Numa competição onde os candidatos ao título perdem pontos em todas as jornadas, o City manteve-se imparável na primeira volta, gozando de uma vantagem que possibilitava perder pontos no regresso da Champions League. 

Os restantes concorrentes lutaram entre si pela melhor classificação possível, cabendo ao Manchester United o primeiro lugar no campeonato dos outros. José Mourinho subiu mais um patamar, embora não tivesse conquistado nenhuma competição. 

Os dois rivais de Londres, Arsenal e Chelsea, perderam o comboio da Champions League, o que motivou a saída de Arsene Wenger e Antonio Conte dos respectivos comandos técnicos.

A temporada na Premier League tem de ser marcada pela presença dos treinadores portugueses. Mourinho liderou o United durante 38 jornadas. Marco Silva e Carlos Carvalhal também experimentaram o melhor campeonato do mundo, embora de forma temporária.

Comentários