Histórias dos Mundiais: Itália 1990




O segundo campeonato do mundo em Itália foi o primeiro após a queda do Muro de Berlim, provocando o fim das selecções da União Soviética e da Alemanha Ocidental, sendo que, a Checoslováquia também seria dividida em dois países no futuro. 

Nesta edição registou-se a média mais baixa de golos por causa dos sistemas ultra-defensivos que as selecções colocaram em prática. Por exemplo, o Brasil surgiu com um sistema de 3-5-2....A Argentina, que contava com Maradona, marcou apenas dois golos nos quatro jogos das eliminatórias. 

O formato manteve-se igual ao do México 86, e também não existiram surpresas negativas na fase de grupos. Nos dois grandes jogos da ronda, a sorte sorriu aos argentinos e alemães. Os campeões em título venceram o Brasil com um golo de Caniggia, enquanto Jurgen Klinsmann e Andreas Brehme derrotaram a Holanda, apesar de Ronald Koeman ter reduzido em cima do minuto 90. Destaque para o nascimento de uma lenda chamada Roger Milla que conduziu os Camarões até aos quartos-de-final.

A Inglaterra e Gary Lineker continuavam com o pé quente, vencendo os africanos no prolongamento. Lothar Matthaus colocou um ponto final na participação da Jugoslávia e os anfitriões ganharam com um golo de vantagem sobre a Irlanda. A Argentina necessitou das grandes penalidades para ultrapassar a Checoslováquia. 

Os dois jogos das meias-finais tiveram de ser desempatados nas grandes penalidades, já que, nenhuma equipa jogou para ganhar a partida. No caso da Itália e da Alemanha não tentaram marcar o segundo golo desde o momento em que se encontraram em vantagem nos desafios contra a Argentina e a Inglaterra, respectivamente. Os melhores jogadores marcaram os quatro tentos da ronda. No final, argentinos e alemães repetiram a final da edição anterior. 

Num jogo sem grandes ocasiões de golo, a Alemanha desforrou-se do resultado do México 86, e garantiu o triunfo com uma grande penalidade convertida por Andreas Brehme aos 85 minutos.

A Itália não conquistou o título, mas Salvatore Schillaci imitou as estrelas do passado ao arrecadar os prémios de melhor jogador e goleador.

Comentários