Other Languages

sexta-feira, 15 de junho de 2018

World Cup 2018. Estrelas marroquinas podem ter dito adeus ao torneio

Grupo B 
1ª jornada

Marrocos 0 Irão 1


Golo: Bouhaddouz auto golo

Os marroquinos defraudaram as expectativas no jogo de estreia frente a uma selecção que tem por única missão defender a baliza. A derrota coloca os africanos com os dois pés fora do mundial porque os próximos adversários são Portugl e a Espanha.

O início da partida confirmou a maior qualidade de Marrocos, com várias iniciativas atacantes, sobretudo do lado direito, com Amrabat em destaque. O lateral efectuou uma assistência para Belhana aos quatro minutos na melhor oportunidade na primeira parte. 

A posse de bola, que chegou aos 70% no primeiro quarto de hora, não significou mais oportunidades nem asfixia total sobre o adversário. O Irão sentiu-se como peixe na água, já que, Harit e Ziyech desequilibravam no plano ofensivo, mas sem resultados práticos, também por causa da falta de agressividade e qualidade de El Kaarbi no ataque. A melhor jogada em todo o encontro surgiu aos 30 minutos numa tabela entre Hakimi e Harit.

O Irão adoptou uma postura defensiva, mas teve nos pés de Hamiri e Azmooun duas excelentes oportunidades para se adiantar no marcador. No espaço de vinte minutos, o guardião marroquino efectuou duas defesas de grande qualidade que mantiveram o placard sem alterações no intervalo. 

Na segunda parte, a formação de Carlos Queiroz melhorou bastante a nível ofensivo, colocando mais velocidade e organização, conseguindo equilibrar a equipa porque no plano defensivo estiveram impecáveis durante o jogo, tendo obrigado o adversário a rematar de longe. 

Os africanos recuaram de forma estranha, embora tivessem uma excelente ocasião por Ziyech aos 79 minutos. 

Numa altura em que já se pensava nas consequências de um empate, o Irão alcança a segunda vitória na história dos mundiais depois de Bouhaddouz ter metido a bola na própria baliza na sequência de um livre no terceiro golo nos descontos do torneio. 

Os iranianos ficam numa posição privilegiada para continuar a sonhar com uma passagem histórica aos oitavos-de-final.

Sem comentários:

Enviar um comentário