Other Languages

quinta-feira, 28 de junho de 2018

World Cup 2018. Mina deu uma cabeçada que confirmou uma reviravolta fantástica no grupo

Grupo H
3ª jornada

Senegal 0 Colômbia 1

Golo: Yerri Mina

O central colombiano Yerri Mina voltou a marcar neste campeonato, oferecendo o triunfo e o primeiro lugar no grupo, conseguindo uma reviravolta fantástica, já que, os cafeteros começaram a competição com uma derrota invulgar. 

O jogo era decisivo para as duas formações, embora os africanos pudessem alcançar o empate. No entanto, jogar para não perder seria correr um grande risco. A primeira parte confirmou a falta de qualidade ou receio das equipas, já que, nenhuma colocou em prática as maravilhas efectuadas nos jogos anteriores. O Senegal raramente utilizava Mané e Niang, enquanto os sul-americanos colocaram de parte a dupla James-Quintero que arrasou no desafio frente à Polónia.

A Colômbia efectuou uma alteração importante na primeira parte. O seleccionador colocou Luis Muriel no lugar de James. A alteração poderia ser entendida como uma forma de alargar a frente de ataque com três homens posicionados em cada corredor porque o jogo interior não estava a dar resultado. Contudo, mais tarde veio a confirmação que o número 10 estava lesionado.

Na segunda parte, os colombianos jogaram mais pelos flancos, aproveitando a boa forma de Muriel e Cuadrado. As bolas começaram a chegar a Falcão pelo chão e por via aérea. O controlo territorial ainda não significava uma melhoria no nível de jogo, o que nunca veio a acontecer, mas a bola entrou mesmo na baliza dos africanos num cabeceamento fenomenal de Mina. 

O Senegal só atacou depois de sentir que estava eliminado, embora com os mesmos pontos do Japão, a diferença de golos e os tentos marcados. O problema estava no factor disciplinar que favorecia os asiáticos. Niang foi o único que saiu do bem-estar em toda a partida com um remate perigoso aos 76.

Sem comentários:

Enviar um comentário