World Cup 2018. Senegal continua sem perder nos mundiais de futebol

Grupo H
1ª jornada

Polónia 1 Senegal 2

Golos: Krychowiak - Niang, Cionek a.g

Os africanos continuam sem perder qualquer jogo nos mundiais de futebol. A selecção regressou aos torneios, obtendo o mesmo resultado da estreia em 2002 na Coreia/Japão. Nesta edição, a vítima foi a Polónia, que não se mostrou disponível em termos atacantes, e sofrendo bastantes atropelos na defesa.

A primeira parte do desafio será recordada como a pior da primeira jornada, já que, o único remate à baliza, surgiu apenas aos 36 minutos, embora tenha resultado no primeiro golo do Senegal. Cionek meteu a bola na própria baliza. 

O jogo melhorou um bocado na segunda parte porque os polacos tinham de procurar o empate. O seleccionador Adam Nawalka apostou numa linha de três centrais, colocando Bednarek no lugar de Kuba. 

A estratégia permitiu o aparecimento de Robert Lewandowski em diversas ocasiões na zona de finalização. O primeiro remate do craque surgiu aos 50, mas ainda houve tentativas aos 70 e 80. O Senegal nunca se desorganizou  no plano defensivo, nem mesmo nas saídas para o ataque. Sadio Mané também só entrou na partida no minuto 51, muito pouco para um jogador que pretende ser o craque do torneio. 

A Polónia aproximava-se da baliza do adversário com mais frequência porque a qualidade individual e colectiva é bastante superior, mas um erro de Krychowiak estraga o esforço. O número 10 atrasa a bola para o guarda-redes, só que, de repente surge Niang que aproveita a oferta para aumentar a vantagem. Contudo, o jogador do Senegal estava fora das quatro linhas porque acabava de ser assistido, embora o árbitro tivesse dado autorização para entrar naquele momento.

O tento de Krychowiak aos 86 apenas deu uma ténue esperança aos polacos, que vão tentar evitar a eliminação contra a Colômbia.

Comentários