sexta-feira, 22 de junho de 2018

World Cup 2018. Shaqiri entrou em cena na segunda parte para dar uma vitória decisiva

Grupo E
2ª jornada

Sérvia 1 Suíça 2

Golos: Mitrovic - Xhaka, Shaqiri

As duas equipas proporcionaram um bom espectáculo de futebol, tendo em conta as cautelas defensivas que costumam apresentar em campo. Contudo, a vitória tardia do Brasil sobre a Costa Rica pode ter criado uma necessidade urgente de pontuar, nomeadamente nos sérvios que gostavam de garantir a qualificação nesta ronda. 

Os primeiros minutos mostraram a vontade dos sérvios em ganhar, com dois cabeceamentos consecutivos de Mitrovic no minuto 4. O primeiro acabou por ser defendido pelo guardião Sommer, mas o segundo entrou mesmo na baliza. Tadic efectuou a assistência para o tento inaugural. 

As iniciativas sérvias terminaram nesse momento por culpa própria, e pela melhor qualidade dos suíços no capítulo individual e colectivo, embora não tenha sido visível na primeira parte.

O segundo tempo começa com uma oportunidade perdida por Tadic, sendo que, foram os suíços que marcaram aos 52 minutos num tiraço de Granit Xhaka no meio da rua. 

As diferenças acentuaram-se ainda mais, mesmo que as melhores oportunidades tenham pertencido aos sérvios. Contudo, no plano técnico a nota máxima tem de ser dada Xherdan Shaqiri. O craque levou a equipa às costas, tendo construído os dois lances com mais relevância atacante. No minuto 57, inventou um lance que só parou na quina da área e aos 90, conduziu um contra-ataque sozinho que deu a vitória final. 

A capacidade técnica no plano individual triunfou sobre a força colectiva. A Sérvia necessita de vencer ou empatar contra o Brasil para se apurar. No caso de empate, precisa que a Costa Rica ganhe à Suíça por alguns golos de diferença.

Sem comentários:

Enviar um comentário