Liga Portugal. Noite de bis na Pedreira com vantagem para os minhotos

1ª jornada

Sp.Braga 4 Nacional 2

Golos: Dyego Sousa 2, Ricardo Horta 2 - Bryan Rochez

As duas equipas proporcionaram um excelente espectáculo, lutando pela vitória. No final, a melhor capacidade individual dos jogadores bracarenses fizeram a diferença, mostrando que a ambição de chegar ao título não são apenas palavras de circunstância. Por seu lado, o Nacional deverá realizar uma temporada tranquila se tapar alguns erros primários que ditaram a derrota. 

O desafio começou praticamente com o golo de Dyego Sousa aos 3 minutos que respondeu a um passe muito bom de Fransérgio. 

Os madeirenses responderam com um remate de Nuno Campos no minuto 11, mas na meia-hora surgiu mais um golo do avançado brasileiro do Sp.Braga. Dyego Sousa construiu a jogada de forma individual, roubando a bola a Alhassam, tendo ludibriado o central Diogo Coelho, e efectuando um remate cruzado sem hipótese para Daniel. 

A defesa do Nacional meteu água por todos os lados, nomeadamente nos quinze minutos iniciais. Por exemplo, Diogo Coelho cometeu dois erros incríveis, sendo que, o primeiro provocou o golo aos 3 minutos, e na segunda parte perdeu o esférico em zona proibida para Ricardo Horta, possibilitando aos minhotos ficarem perto do 4-2 numa altura em que o empate ainda seria possível. 

A reacção dos madeirenses à desvantagem acabou por ser bastante positiva. Bryan Rochez empata aos 36 depois de alguma confusão na área provocada por um erro de Matheus, tendo igualmente marcado o penalti que possibilitou o 1-1 no minuto 23.

O desequilíbrio acentuou-se na segunda parte devido à melhor qualidade dos bracarenses, sobretudo no ataque, onde se manteve a aliança entre Dyego Sousa e Ricardo Horta que resultou em mais dois golos, embora só no primeiro o brasileiro tenha tido participação directa. No 4-2 aos 71 minutos, o maior crédito tem de ser dado a Fransérgio que faz um passe para Diogo Figueiras na grande área. O reforço só precisa de passar para Horta terminar com as esperanças do adversário.

Um excelente começo de campeonato para os guerreiros, embora ainda seja necessário mais solidez defensiva.

Comentários