Premier League. Luke Shaw mostra a Mourinho que os verdadeiros reforços estão dentro de Old Trafford

1ª jornada

Manchester United 2 Leicester 1

Golos: Paul Pogba, Luke Shaw  - James Vardy

As duas equipas começaram a temporada com algumas ausências por causa da participação de jogadores nas decisões do último mundial. No entanto, Romelu Lukaku e James Vardy ainda tiveram tempo de mostrarem classe depois de se defrontarem no jogo de atribuição do terceiro e quarto lugar do Rússia 2018.

Os problemas foram maiores para José Mourinho que teve de apresentar uma defesa e um meio-campo com jogadores pouco rotinados, nomeadamente os laterais Darmian e Luke Shaw, além do médio Andreas Pereira. No entanto, o defesa-esquerdo acabou por fechar as contas do resultado com o golo aos 83 minutos. 

O tento de Pogba num penalti aos 90 segundos permitiu ao United abordar a partida de uma forma mais cautelosa, como tinha sido explicado na antevisão pelo técnico e jogadores, que se focaram mais na obtenção de um resultado positivo. Após a vantagem, os anfitriões entregaram a bola ao adversário, embora só no minuto 28 tenha surgido a primeira situação num remate de Maddison defendido por De Gea. 

O Leicester optou por explorar as fragilidades defensivas dos laterais Darmian e Luke Shaw, mas também tem excelentes jogadores para actuarem nos flancos. Gray desequilibrou no lado esquerdo, juntamente com Chilwell. Contudo, o número 7 apareceu algumas vezes na zona central com o intuito de lançar Iheanacho, como aconteceu no minuto 36, embora Lindelof tivesse ganho no duelo individual. Na segunda parte, Bailly evitou novo golpe por parte da dupla recorrendo à força física. No lado oposto, Ricardo Pereira mostrou a habitual eficácia nos passes curtos. 

O primeiro remate do Manchester United à baliza Schmeichel depois do golo surgiu aos 39 minutos por Pogba. Na segunda parte, a pressão do Leicester durou pouco tempo, já que, aos 55 minutos, Darmian tem uma situação perigosa. No entanto, a posse de bola continuava longe de jogadores como Mata e Pogba, havendo um período de equilíbrio até ao início das substituições. 

Os dois treinadores arriscaram tudo, mesmo tratando-se da jornada inaugural. Claude Puel lançou Ghezzal e Vardy, enquanto o português colocou Lukaku no lugar de Rashford. 

Não houve grandes mudanças, apesar de se terem marcado mais dois golos. A mobilidade ofensiva dos red devils continuava a ser a principal arma para chegar à baliza contrária. Alexis Sanchez efectuava sempre o último para as entradas de Mata ou Lukaku. No minuto 78, o avançado belga desperdiçou uma ocasião inacreditável na cara de Schmeichel.

O técnico José Mourinho tem de trabalhar com um plantel pouco sonante, mas pode ganhar muito com jogadores que vão trabalhar bastante em todas as partidas. A estreia de Andreas Pereira é prometedora e a exibição de Fred mereceu uma ovação dos adeptos. Os dois permitiram que o médio recentemente campeão do mundo actuasse mais solto em zonas ofensivas.

Comentários