Other Languages

quarta-feira, 1 de agosto de 2018

World Cup Golden Ball: Luka Modric


O mágico camisola 10 da Croácia venceu o título de melhor jogador do mundial tendo em conta as votações colocadas pelo Quatro Linhas, além de ter sido nomeado o Bola de Ouro pela FIFA. A distinção é totalmente merecida para um craque que encantou durante todo o torneio, embora tivesse estado uns furos abaixo do normal na grande final contra a França. 

A participação de Modric no mundial fica marcada por uma enorme capacidade de transporte da bola e passes fundamentais para a capacidade ofensiva dos croatas. Contudo, o grande momento é o golo contra a Argentina na fase de grupos num pontapé fora da área. No sentido inverso, os momentos em que o médio conseguiu ser tapado, coincidem com os jogos em que a selecção sentiu mais problemas, nomeadamente contra a Dinamarca e Rússia. 

A consistência ao longo da prova permitiu chegar ao primeiro lugar com oito nomeações, empatado com Harry Kane, mas a presença na final serviu como primeiro factor de desempate. A maioria dos jogadores nomeados no top-10 não mantiveram o mesmo nível nas duas fases. Por seu lado, Modric alcançou três nomeações na fase de grupos, e cinco nas eliminatórias, com destaque para os jogos dos quartos-de-final contra a Rússia e nas meias frente à Inglaterra, tendo sido o único a quebrar a invencibilidade dos franceses como melhores jogadores em cada ronda da segunda fase. 

No plano das estatísticas oficiais, destaque para duas situações. Em primeiro lugar o elevado número de passes, sendo que, efectuou 439 completos no total de 523. A nível das recuperações também apresenta uma situação interessante com 31.

Sem comentários:

Enviar um comentário