sábado, 30 de abril de 2016

Premier League. Newcastle fica acima da linha de água

32ª jornada
Newcastle 1 Crystal Palace 0
Golo: Townsend


O Newcastle saiu dos lugares de despromoção por troca com o Sunderland. Os magpies venceram o Crystal Palace e o grande rival empatou em casa do Stoke a uma bola. No entanto, o Sunderland tem menos um jogo, bem como o Norwich que perdeu no Emirates contra o Arsenal.

Os três pontos podiam ter fugido se Yohan Cabaye não tivesse falhado uma grande penalidade no final do jogo. A defesa do guarda-redes fez respirar o Newcastle de alívio e coloca o Palace em situação complicada, embora uma vitória seja suficiente para a manutenção. 

As duas últimas rondas na Premier League promtem ser fortes para os adeptos das equipas que ainda lutam pela sobrevivência, sendo que, o Aston Villa já tem passaporte garantido para o Championship na próxima temporada. 

Liga BBVA. Barcelona responde com mais uma vitória à pressão colocada pelos rivais de Madrid

32ª jornada
Bétis 0 Barcelona 2
Golos: Rakitic, Luís Suárez


Os catalães não vacilarem na deslocação a Sevilha para jogarem contra o Bétis. O Barcelona entrava em campo na terceira posição após as curtas vitórias dos rivais de Madrid. Uma grande demonstração de personalidade por parte dos catalães. Aparentemente o mau momento passou e não será estranho se a equipa vencer os dois jogos que lhe faltam, sendo que, o próximo é em casa frente ao rival da cidade. 

O Barcelona também pode aproveitar a ausência das competições europeias para se preparar melhor nas duas últimas jornadas.

Liga NOS. Leões mostram qualidade na deslocação ao Dragão

32ª jornada
FC Porto 1 Sporting 3
Golos: Herrera - Slimani 2, Bruno César


Os leões venceram o FC Porto num jogo muito importante para as contas do título. A vitória do Sporting no Dragão garante que o campeonato será resolvido apenas na última jornada, a não ser que o V.Setúbal consiga pontuar em Alvalade na próxima jornada. No entanto, a vontade e qualidade da equipa treinada por Jesus não deve permitir facilidades perante os sadinos. 

O Sporting entrou muito bem na partida com um golo de Slimani. O FC Porto empatou através de uma grande penalidade marcada por Herrera, mas a fraca defesa azul e branca não conseguiu parar o argelino perto do intervalo. Ao intervalo o Sporting justificava a vantagem.

Os dragões tentaram melhorar na segunda parte. O problema é que Peseiro não deu nenhum sinal no reatamento da partida. As substituições operadas não produziram o efeito desejado devido aos vários erros acumulados. Apesar disso, Aboubakar, Sérgio Oliveira e Maxi Pereira tentavam remar contra a maré. Jesus não se aventurou no ataque e chamou Bruno César para guardar a bola nos últimos minutos. O brasileiro fez o 1-3 num remate de longe que contou com a contribuição de Iker Casillas. 

O Sporting nunca teve a vitória em causa, mesmo durante a reacção caseira no início da segunda parte, só que faltam jogadores e treinador aos dragões. Peseiro insistiu na manutenção dos elementos que estavam a errar para o segundo tempo e o Sporting só teve de gerir o jogo. 

Melhor em campo: Slimani

Liga BBVA. Griezmann salva colchoneros do adeus ao título

32ª jornada
Atlético Madrid 1 Rayo Vallecano 0
Golo: Griezmann


Os colchoneros mantiveram a segunda posição após uma curta vitória em casa contra o Rayo Vallecano. O técnico Simeone fez alterações tendo em vista a segunda mão das meias-finais da Champions em Munique. Na primeira parte os suplentes habituais não deram do recado, pelo que, no segundo tempo, entraram as principais figuras como Griezmann. 

O francês resolveu o jogo na primeira vez que tocou na bola aos 55 minutos. Os três pontos estavam garantidos, já que, a partir dessa altura foi só defender o resultado que mantém o Atlético na luta pelo título.

Liga NOS. Pacenses alcançam sexto lugar

32ª jornada
Belenenses 0 Paços de Ferreira 2
Golos: Osei, Pelé


A vitória no Restelo representou a conquista de um objectivo e é meio caminho para alcançar outro. O primeiro foi chegar aos 48 pontos, a mesma pontuação da temporada passada. Jorge Simão pretendia ultrapassar a marca da temporada transacta. O triunfo no Restelo foi o quarto consecutivo no campeonato. No entanto, o protagonista principal em Lisboa não foi Diogo Jota. 

Os três pontos e o empate do Rio Ave em Tondela garantem o sexto lugar que vai dar acesso às competições europeias. Nas próximas rondas, os pacenses entram em campo em vantagem sobre o rival e ainda podem assustar o Arouca dependendo do resultado da equipa de Lito Vidigal. 

Melhor em campo: Osei

Liga NOS. Empate compromete objectivo da manutenção e Liga Europa

32ª jornada
Tondela 1 Rio Ave 1
Golos: Wagner - Hélder Postiga


O empate penaliza as duas equipas na conquista dos objectivos. O Tondela começou a ganhar com um golo de Wagner, mas o veterano Hélder Postiga marcou um tento que deu um ponto importante aos vila-condenses na luta pela Europa. 

O Rio Ave desce para a sétima posição porque o Paços de Ferreira fica no quinto lugar com 48 pontos, estando em melhor posição para regressar às competições europeias. Nos últimos três jogos, o Rio Ave só conseguiu dois pontos perante o Arouca, Benfica e agora Tondela. 

O Tondela ainda não desceu matematicamente, mesmo se o União da Madeira vencer a Académica. Contudo, fica sempre dependente de terceiros para assegurar a permanência na época de estreia.

Melhor em campo: Hélder Postiga

Premier League. West Ham na luta pelos lugares europeus

36ª jornada
West Bromwich Albion 0 West Ham United 3
Golos: Noble 2, Kouyaté


Os Hammers venceram o West Bromwich Albion por 0-3 e ultrapassaram o Manchester United no quinto lugar, embora com os mesmos pontos. O resultado permite à equipa de Slaven Bilic sonhar com as competições europeias na próxima temporada, sendo possível também ficar à frente do Arsenal e Manchester City. No entanto, gunners e citizens terão de perder os três jogos que lhe restam nesta temporada. 

O Manchester United tem um calendário difícil a começar amanhã na recepção ao líder. 

Uma boa temporada da equipa londrina que, na próxima época, vai jogar no Estádio Olímpico de Londres. A mudança e a presença na Europa pode significar o nascimento de mais um clube poderoso na capital. 

Liga BBVA- Gareth Bale passa a pressão para Atlético e Barcelona

36ª jornada
Real Sociedad 0 Real Madrid 1
Golo: Gareth Bale


O técnico francês deixou algumas estrelas no banco tendo em vista o jogo com o Manchester City para a segunda mão das meias-finais da Liga dos Campeões, além de ter Cristiano Ronaldo e Karim Benzema lesionados. 

A vitória só surgiu a dez minutos do final depois de um cruzamento de Lucas Vázquez que encontrou a cabeça de Bale. O galês voltou novamente a ser decisivo após também ter sido a figura principal no triunfo em Vallecas. 

A pressão passa para os principais rivais dos merengues. A partir deste momento, a concentração volta a estar na Champions. 

sexta-feira, 29 de abril de 2016

Liga NOS. Guerreiros garantem presença nas competições europeias da próxima temporada

32ª jornada
Sp.Braga 3 V.Setúbal 2
Golos: Rafa 2, Josué - Vasco Costa, Costinha


Os guerreiros do Minho asseguraram a presença nas competições europeias da próxima temporada por via da classificação no campeonato, embora a matemática ainda não garante a quarta posição. No entanto, dificilmente o Arouca  consegue chegar aos 57 pontos. O Sp.Braga só necessita de mais dois pontos. 

Os bracarenses marcaram cedo por Rafa. Contudo, Vasco Costa empatou no minuto seguinte. Só no segundo tempo houve mais golos com os homens de Paulo Fonseca a controlarem o jogo como quiseram, pelo que, o 3-1 era o resultado mais normal. 

A dez minutos do final, Costinha marca um bom golo de livre directo que relança a partida. Um empate permitia à equipa de Quim Machado garantir praticamente a manutenção. Sendo assim, os sadinos rezam por uma derrota da Académica e Tondela nesta jornada.

Melhor em campo: Rafa

Liga NOS. Jardel cabeceou para o tri campeonato

32ª jornada
Benfica 1 Vit.Guimarães 0
Golo: Jardel


O tricampeonato começa a ser uma realidade bem presente na família benfiquista. A duas jornadas do final, os encarnados aumentaram a vantagem para cinco pontos sobre o Sporting. Os leões jogam amanhã no Estádio do Dragão a manutenção na corrida. Um desaire ou empate permite ao Benfica resolver a questão do título apenas na última jornada contra o Nacional na Luz, podendo gerir o desafio na Madeira contra o Marítimo. 

O campeão nacional não fez uma boa primeira parte, ao contrário do que tem sido habitual. Desta vez, o adversário não marcou nenhum golo que obrigasse os jogadores a correr atrás do resultado. A lentidão e previsibilidade do jogo benfiquista fez com que os vimaranenses não se aventurassem no ataque, o que aconteceu apenas no segundo tempo depois do golo de Jardel. 

A atitude do Benfica mudou no início da segunda parte. Um livre de Gaitán para a cabeça de Jardel explodiu o Estádio da Luz. O mais difícil estava feito, mas aumentou a expectativa sobre a forma como iria gerir o resto do tempo. O técnico benfiquista optou por controlar a bola (e bem), só atacando pela certa. Nesse período o Vitória teve boas ocasiões para empatar. André Almeida, Jardel e Ederson cumpriram exemplarmente as missões defensivas. 

A única oportunidade do Benfica após o tento coube a Raúl Jimenéz num remate que terminou na barra de Miguel Silva. 

A vitória não merece discussão, embora a estratégia do técnico benfiquista em controlar a partida após a obtenção do golo seja arriscada. Nos últimos jogos, a qualidade defensiva do Benfica tem sido posto à prova. V.Setúbal, Rio Ave e V.Guimarães tentaram surpreender, mas não conseguiram.

Melhor em campo: Jardel

Medalhas da Semana

Homem do Jogo

Diego Simeone - O Atlético Madrid está perto de alcançar a segunda final da Liga dos Campeões em dois anos, mas também pode conquistar o campeonato após a última vitória em 2014. Dois anos depois, os colchoneros vivem uma temporada de sonho. Mesmo que não toquem em nenhum troféu, o mundo do futebol, em particular o espanhol e europeu fica com a certeza que emergiu um novo colosso que estará sempre na luta pela conquista de troféus. 

Nota Intermédia

Jorge Jesus - As declarações do técnico leonino após a vitória sobre o União da Madeira são lamentáveis. Não se percebe porque razão Jesus continua a mostrar falta de solidariedade e respeito com as entidades que lhe pagam o ordenado. Por onde passa só pensa na carreira e no triunfo individual, esquecendo que as vitórias surgem por causa de um esforço colectivo. Nas modalidades colectivas será sempre assim. Mesmo sendo um grande treinador não tem direito de falar como e do que lhe apetecer.

Fora-de-Jogo

Pep Guardiola - O mito Guardiola está quase a cair. A derrota no Vicente Calderon deveria ter sido maior se Torres marcasse naquela jogada individual perto do fim. No terceiro jogo consecutivo na Champions, o Bayern não conseguiu sufocar o adversário, como costuma fazer na liga doméstica, onde deve ser campeão neste fim-de-semana. No entanto, nos confrontos com técnicos mais maduros tacticamente, a equipa não encontra soluções. Os colchoneros só tiveram de melhorar as marcações depois de visionarem o jogo entre o Bayern e o Benfica. Depois foi só marcar....

quinta-feira, 28 de abril de 2016

Liga Europa. Kevin Gameiro volta a ser decisivo na competição

Meias-Finais 1ª Mão
Shakhtar Donetsk 2 Sevilha 2
Golos: Marlos, Stepanenko - Vitolo, Kevin Gameiro


Um grande jogo no Arena Lviv com resultado favorável ao Sevilha. Os andaluzes conseguiram marcar mais dois golos fora, à semelhança do que aconteceu em Bilbau na eliminatória anterior.

O Sevilha começou a vencer, mas os ucranianos deram a reviravolta antes do intervalo, o que poderia perspectivar um domínio na segunda parte. Mesmo não tendo feito um jogo soberbo, a sorte sorriu aos espanhóis aos 82 minutos. Kevin Gameiro não desperdiçou uma grande penalidade que pode valer a terceira final consecutiva. 

Liga Europa. Adrián Lopez ressuscita no jogo mais importante

Meias-Finais 1ª Mão
Villarreal 1 Liverpool 0
Golo: Adrian Lopez


Um golo do ex-portista Adrian Lopez aos 92 minutos oferece vantagem ao submarino amarelo na segunda mão em Anfield. Um jogo dividido com poucas oportunidades, embora as duas equipas tenham enviado uma bola aos ferros da baliza adversária. 

O Liverpool conseguiu secar o principal perigo do Villarreal, que se chamava Bakambu e Soldado. O meio-campo povoado por Jurgen Klopp também impediu Dennis Suárez de servir devidamente os pontas-de-lança. Por seu lado, os reds praticamente não atacavam por causa do fraco empenho de Coutinho. 

No segundo tempo a toada foi a mesma, mas com maior atrevimento dos visitantes, o que não causou problemas à defesa amarela. Desde o primeiro minuto que se notou a vontade do Liverpool levar a eliminatória para casa. O golo de Lopez não acaba com as esperanças, embora diminua o favoritismo previsto pelo técnico alemão. 

A história do segundo jogo depende da forma como o Villarreal abordar os primeiros minutos porque sabemos qual será a maneira do Liverpool tentar marcar golos. 

Os últimos flops de Pinto da Costa


Nos últimos cinco anos a política de treinadores falhou no Dragão, embora Vítor Pereira tenha conquistado dois campeonatos. No entanto, nessas duas temporadas, foi o Benfica que deixou o pássaro escapar, em particular no célebre jogo em que Kelvin marcou aos 92 minutos. Nessa altura já se percebia alguma fragilidade na escolha de técnicos.

A aposta em Paulo Fonseca também significou um menor investimento no plantel. A contratações de jogadores com qualidade no campeonato português só resultou com José Mourinho e André Villas-Boas. O actual treinador bracarense durou meia temporada, sendo substituído temporariamente por Luís Castro. Há duas temporadas entrou mais um espanhol. O basco Lopetegui exigiu um enorme investimento que o Presidente não recusou. Os dragões contrataram muitos jogadores espanhóis, alguns provenientes de equipas de segunda linha do país vizinho. A luta pelo título foi interessante, mas o FC Porto nem sequer chegou longe nas restantes competições. Apesar do título ter fugido para a Luz, o técnico manteve-se até Janeiro deste ano, altura em que foi substituído por José Peseiro, mas o treinador português fez pior em poucos jogos, restando a Taça de Portugal como bóia de salvação. 

A única contratação que se revelou acertada foi a de Vítor Pereira para dar continuidade ao ciclo iniciado por Villas-Boas. Contudo, o Presidente nunca se coibiu de criticar o último técnico que venceu o campeonato nacional. Paulo Fonseca estava demasiado verde, enquanto Lopetegui e Peseiro não têm qualidade. A forma como os dragões pretendem construir um plantel também tem implicações na escolha do novo timoneiro. Um novo investimento forte precisa de alguém com experiência e títulos conquistados, como Marco Silva, Leonardo Jardim ou um estrangeiro. Se Pinto da Costa quiser começar do zero e obter resultados no longo prazo, pode optar por um treinador com qualidade e experiente, mas sem vitórias. No entanto, a vontade de triunfar também será determinante. Neste campo, Sérgio Conceição ou o regresso de Paulo Fonseca são as hipóteses mais prováveis. 

quarta-feira, 27 de abril de 2016

Champions League. Colchoneros em vantagem para a segunda mão

Meias-Finais 1ª Mão
Atlético Madrid 1 Bayern Munique 0
Golo: Saúl Ñiguez


O Atlético Madrid venceu o Bayern Munique por 1-0 na primeira mão das meias-finais da Liga dos Campeões. Uma arrancada de Saúl Ñiguez na primeira parte determinou a vitória dos colchoneros. O médio espanhol fintou Xabi Alonso, Bernat e Alaba. O Bayern reagiu, mas não dominou como gosta de fazer, tendo sido o Atlético quem dispôs de mais oportunidades para chegar ao 2-0. No primeiro tempo os alemães exploraram a velocidade de Douglas Costa, mas sem sucesso. 

No segundo tempo, os colchoneros mantiveram o adversário longe da baliza de Oblak. No entanto, um pontapé de longe por parte de Alaba causou inquietação no Vicente Calderón. As outras situações estiveram sempre sob o controlo do guardião esloveno. A grande oportunidade acabou por do Atlético. Num contra ataque, Fernando Torres podia ter feito golo, mas a bola que foi parar ao poste permite aos alemães sonhar com a reviravolta na segunda mão. 

O resultado é justo, embora o empate a uma bola também não ficasse mal. O Atlético esteve por cima em termos defensivos e ofensivos. Neste jogo, confirmou-se a dificuldade do Bayern Munique em obter o controlo total das partidas. 

terça-feira, 26 de abril de 2016

Champions League. Sin Ronaldo no hay goles

Meias-finais 1ª Mão
Manchester City 0 Real Madrid 0


Um empate que prejudica o Real Madrid porque foi melhor em campo, mas Joe Hart evitou uma série de remates perigosos por parte dos merengues, como aconteceu com Pepe.

Os citizens contentaram-se com o nulo, já que, nunca tiveram intenção de pegar no jogo e dominar o adversário. O Real tentou acabar com a eliminatória, embora a falta de Cristiano Ronaldo e Benzema tivesse vindo ao de cima. Não há dúvida que existe uma equipa diferente sem a principal estrela. 

A eliminatória continua 50% para cada lado, sendo que, uma noite inspirada do craque português termina com o adversário se for para Madrid com uma atitude semelhante ao que adoptou em casa. No entanto, a falta de agressividade do City pode significar uma surpresa no Santiago Bernabéu.

Meias-Finais



Os quatro resistentes da Liga dos Campeões começam a jogar os desafios decisivos rumo à final de Milão no dia 28 de Maio. 

Os quartos-de-final provaram que não há favoritos. Atlético Madrid e Manchester City alcançaram a fase da prova contra todas as previsões, sendo que Bayern Munique e Real Madrid confirmaram favoritismo. A grande proeza da última ronda coube aos colchoneros que eliminaram os campeões europeus. Sendo assim, iremos ter novo vencedor. 

O Atlético chegou à final de Lisboa em 2014 e poderá repetir a proeza se vencer o gigante Bayer Munique. Os alemães ultrapassaram o Benfica, embora com alguma dificuldade. 

Na outra partida, o Manchester City pretende alcançar a primeira final da história, o que seria um bom prémio para Pellegrini antes de sair do clube. Por sua vez, o Real Madrid sonha com a 11ª taça para colmatar mais um eventual fracasso no campeonato. 

Meias-finais

Atlético Madrid vs Bayern Munique 27 Abril ; Bayern Munique vs Atlético Madrid 3 Maio

Manchester City vs Real Madrid 26 Abril      ;  Real Madrid vs Bayern Munique   4 Maio

segunda-feira, 25 de abril de 2016

Premier League. Tottenham à beira de perder o título

35ª jornada
Tottenham 1 West Bromwich Albion 1
Golos: Dawson a.g; - Dawson


Os Spurs ficaram praticamente arredados do título com o empate em casa contra o West Brom. Na próxima jornada, o Tottenham tem de fazer um melhor do que o Leicester. 

A esperança de conquistar o ceptro terminou com o golo de Dawson. O defesa central também marcou um golo na própria baliza. O domínio do Tottenham só se ficou na primeira parte, o que é muito curto para quem ambiciona ser campeão. No segundo tento, os visitantes jogaram melhor e empataram. 

O campeonato parece estar entregue, mas a presença directa na Liga dos Campeões também é um objectivo importante que está perto de ser conquistado. 

Eredivisie. Ajax e PSV em primeiro lugar até à última jornada



O campeonato holandês promete emoções fortes nas duas últimas jornadas. Neste momento, Ajax e PSV têm 78 pontos, embora os homens da capital estejam em primeiro lugar por causa dos factores de desempate. 

Na próxima jornada os dois jogam em casa, mas na última deslocam-se ao terreno dos adversários. Ao longo da temporada os três grandes estiveram colados, sendo que, o Feyenoord acabou por ficar para trás. 

Bundesliga. Bayern Munique a 3 pontos de revalidar o título


Os campeões estão a 3 pontos de renovar o título. A recepção ao Borussia Monchengladbach no próximo sábado deverá coroar a equipa de Guardiola como campeã da Alemanha. O Borussia Dortmund melhorou bastante em relação à temporada passada, sendo que, na próxima época com a saída do espanhol para o Manchester City tem mais hipóteses de recuperar o título que lhe escapa há três temporadas. 

As últimas três jornadas serão interessantes para saber quem fica com o maior número de golos marcados. Neste momento, o Borussia tem mais um do que o Bayern. 75 contra 74. De certeza que as duas equipas querem fazer muitos golos nos próximos jogos. 

O Borussia não ganha o campeonato, mas tem a hipótese de ficar com a Taça da Alemanha. 

Serie A. Juventus conquista o pentacampeonato


A Juventus conquistou o quinto título consecutivo. A vitória sobre a Fiorentina colocou pressão no Nápoles que jogava no terreno da Roma. 

Os napolitanos não podiam perder para continuarem a sonhar com o scudetto. No entanto, a derrota no Olímpico de Roma permitiu à Vecchia Signora festejar. A carreira dos campeões merece ser destacada, já que, no início da temporada todos deram a "morte" da equipa após os maus resultados. 

Ao longo da temporada, a Juventus recuperou posições até chegar a mais uma conquista. 

31ª jornada


A três jornadas do fim ainda não há campeão, apurados para a Liga Europa nem equipas despromovidas. O campeonato voltou a ter interesse em todas as frentes.

A vitória do Benfica em Vila do Conde garante vantagem ao Benfica na luta pelo título. A deslocação mais complicada foi ultrapassada com sucesso, sendo que, o Sporting fica com os jogos mais complicadas. Na próxima jornada contra o FC Porto no Dragão e na última jornada com o Sp.Braga. Os leões estão mais pressionados porque jogam fora de portas e também só depois dos encarnados. 

O Arouca ganhou vantagem sobre os mais directos adversários na luta pelo 5º lugar. O triunfo na Madeira e a derrota do Rio Ave facilitam a tarefa nas próximas rondas. O Paços de Ferreira venceu e o Estoril empatou. Os dois clubes que vestem o amarelo ainda sonham com o sexto lugar, em particular os pacenses que ficaram a um ponto do Rio Ave. 

A luta pela manutenção também continua ao rubro após a vitória do Tondela em Setúbal. Os sadinos ficam numa posição desconfortável e se continuarem a série de derrotas podem mesmo ser despromovidos. O Boavista e a União da Madeira são os outros clubes que ainda podem cair. Nas próximas  rondas haverá vários jogos entre Tondela, Académica, União Madeira, Boavista e V.Setúbal. O Moreirense ainda não garantiu a permanência, mas só precisa de um ponto. Na próxima ronda há um União vs Académica, enquanto na 33ª temos o Boavista-União. Na última ronda o Tondela-Académica pode ter contornos dramáticos para as duas equipas. 

Uma nota final para a importância de Diogo Jota no Paços de Ferreira. O jovem português marcou mais um golo decisivo, o que aconteceu pela terceira jornada consecutiva. No entanto, o talento vai rumar a Espanha na próxima temporada. 

Positivo
Tondela continua a acreditar na manutenção, Boavista e Moreirense dão passo de gigante para a manutenção, Jiménez volta a ser novamente decisivo, Sporting não atira toalha ao chão, Diogo Jota marca golo decisivo pela terceira vez consecutiva

Negativo
Fraça exibição da Académica e União Madeira perante FC Porto e Sporting, nova derrota do Sp.Braga, 

MVP´s da jornada: Zé Manuel, Brahimi, João Mário, Diogo Jota, Vítor Gomes, Pica, David Simão, Felipe Augusto, Raúl Jiménez

Melhor jogador da 30ª jornada: Fransérgio


domingo, 24 de abril de 2016

Liga NOS. Jiménez indica o caminho para o título

31ª jornada
Rio Ave 0 Benfica 1
Golo: Raúl Jiménez


O golo do mexicano Jiménez coloca o Benfica mais perto do título. A deslocação a Vila do Conde era a mais complicada nesta fase final da temporada após a conquista da liderança em Alvalade. O Benfica não jogou bem por causa da entrega do Rio Ave, mas também por erros individuais, em particular de Renato Sanches que falhou inúmeros passes. 

A equipa de Rui Vitória não encontrou o caminho da baliza na primeira parte, tendo efectuado apenas remates de longe. No segundo tempo a toada manteve-se, embora com mais velocidade. O Rio Ave limitava-se a defender, mas tudo fazia prever num empate a zero. Pizzi e Mitroglou eram dois estranhos, tendo sido bem substituídos por Jiménez e Salvio. A mudança foi positiva, já que, o mexicano marcou o golo que garante três pontos e o regresso à liderança. 

A pressão passou para o lado do Sporting que tem de se deslocar ao Dragão e a Braga. Na próxima ronda os encarnados jogam antes do clássico.

Melhor em campo: Raúl Jiménez

Liga NOS. Estoril mais longe dos lugares europeus

31ª jornada
Vit.Guimarães 1 Estoril 1
Golos: Licá - Felipe Augusto


Os canarinhos disseram praticamente adeus à Liga Europa após o empate em Guimarães. As vitórias de Arouca e Paços de Ferreira complicam as contas do Estoril, embora a matemática permite sonhar nas últimas três jornadas.

Um jogo marcado por golos obtidos devido aos erros dos adversários, ficando a desejar no capítulo da qualidade. 

Melhor em campo: Felipe Augusto

Liga NOS. Arouca a 6 pontos das competições europeias

31ª jornada
Marítimo 1 Arouca 2
Golos: Dyego Souza - Jubal, David Simão


O Arouca deu um passo decisivo na luta por uma presença inédita nas competições europeias da próxima temporada. A vitória nos Barreiros coloca a equipa com a mesma vantagem sobre o Paços de Ferreira, ficando à espera do resultado do Rio Ave com o Benfica. Neste momento, só faltam 6 pontos para se escrever história também em Arouca....

Melhor em campo: David Simão

Liga NOS. Tondela ainda acredita na salvação e sadinos com medo da despromoção

31ª jornada
Vitória Setúbal 0 Tondela 1
Golo: Pica


O Tondela renasceu nesta fase final do campeonato. O golo de Pica aos 86 minutos reduz a distância para o União da Madeira e Académica, além dos sadinos. A equipa de Quim Machado voltou a perder e só tem menos 6 pontos que o Tondela e 5 relativamente à Académica. Tem sido um final penoso para uma formação que andou a sonhar com a Europa, o que deverá custar a permanência do técnico na próxima temporada, mesmo se ficar na primeira divisão. 

A força com que os jogadores do Tondela entram em campo merece ser destacada. Os próximos jogos serão determinantes

Melhor em campo: Pica

Liga NOS. Moreirense a um ponto da salvação

31ª jornada
Nacional 0 Moreirense 1
Golo: Vítor Gomes


O Moreirense conquistou três pontos importantes na luta pela manutenção. O golo de Vítor Gomes no início da partida fez com que o jogo tivesse sentido único no resto da partida. Após o tento do adversário, o Nacional tomou conta das operações, mas não conseguiu marcar. Os avançados da casa estiveram perdulários perante o guarda-redes contrário. 

A vitória do Tondela ainda não permite aos cónegos descansarem, embora seja difícil uma surpresa porque faltam apenas um ponto. No entanto, o desafio da próxima ronda será crucial. 

Melhor em campo: Vítor Gomes

Premier League. A 5 pontos da história.....

35ª jornada
Leicester 4 Swansea 0
Golos: Ulloa 2, Mahrez, Albrighton


As raposas de Leicester estão perto do título inédito. De acordo com as previsões de Claudio Ranieri faltam apenas 3 pontos para se escrever história na Premier League, embora nas contas reais ainda faltam cinco pontos, mas tudo depende do resultado do Tottenham, que joga amanhã contra o West Brom.

Uma tarde tranquila no King Park Stadion com o resultado a ser construído aos 10 minutos. Vardy esteve castigo, mas Mahrez fez questão de deixar a marca. Ulloa substituiu o avançado do Leicester e marcou dois golos. 

A vitória sobre o Swansea demonstra que o empate na semana passada com o West Ham foi apenas um percalço no magnífico percurso realizado. No entanto, nas três últimas jornadas há duas deslocações a Old Trafford e a Stamford Bridge que merecem atenção especial por parte das raposas. 

sábado, 23 de abril de 2016

Liga NOS. Jota quer a Liga Europa

31ª jornada
Paços de Ferreira 1 Sp.Braga 0
Golo: Diogo Jota


O número 18 do Paços de Ferreira ofereceu 9 pontos nos últimos três jogos. Diogo Jota marcou os golos das vitórias contra FC Porto, União da Madeira e Sp.Braga. Um registo fantástico do jovem português que está a caminho do Atlético Madrid. 

Os três pontos colocam os castores a um ponto do quarto e quinto lugar, embora Rio Ave e Arouca só jogam amanhã, além do Estoril. No entanto, a vontade dos jogadores, em particular de Diogo Jota, promete luta até ao final do campeonato. Por seu lado, os bracarenses estão com a cabeça na meia-final da Taça da Liga e no jogo decisivo da prova rainha do futebol português. O quarto lugar não está assegurado, mas também não existe risco de perder a tradicional posição. 

Melhor em campo: Diogo Jota

Liga BBVA. MSN segura primeiro lugar com nova goleada

35ª jornada
Barcelona 6 Sporting Gijón 0
Golos: Luís Suárez 4, Neymar, Messi


As três derrotas consecutivas que o Barcelona sofreu para o campeonato tiveram um efeito positivo, já que, os catalães regressaram às boas exibições, tendo realizado duas goleadas nas duas últimas jornadas. Na quarta-feira, o Deportivo foi despachado por 0-8 e agora coube ao Sp.Gijón sofrer com a eficácia do tridente MSN. 

A goleada começou a ser construída aos 12 minutos, mas aos 64 começou o verdadeiro festival. No entanto, o Barça teve direito a três grandes penalidades. Luís Suárez marcou 4 e ultrapassou Cristiano Ronaldo na lista de melhores marcadores do campeonato espanhol. 

Os catalães só dependem de si para conquistarem o bi-campeonato, embora as vitórias dos rivais seja sempre sempre um factor de pressão.

Liga NOS. Tarde tranquila para os leões

31ª jornada
Sporting 2 União Madeira 0
Golos: Teo Gutierrez, João Mário


O Sporting venceu tranquilamente o União da Madeira e voltou à liderança provisória do campeonato, colocando em pressão em cima dos pés dos jogadores do Benfica que joga em Vila do Conde.

O resultado ficou consumado na primeira parte com os golos de Teo Gutierrez e João Mário. A partir desse momento, os leões geriram o jogo com quiseram. O União tentou reagir, mas a defesa leonina levou sempre a melhor. No segundo tempo, os madeirenses tentaram causar surpresa. 

O jogo praticamente acabou na primeira parte, já que, as equipas começaram a pensar nos desafios decisivos da próxima jornada. 

Melhor em campo: João Mário

Liga BBVA. Golo solitário de Correa suficiente para conquistar a vitória

31ª jornada
Atlético Madrid 1 Málaga 0
Golo: Correa


Um golo de Correa aos 62 minutos manteve vivo o sonho do título, após a curta vitória do Real Madrid. Os colchoneros atacaram a partir do primeiro minuto para não perder vantagem sobre os principais rivais. Depois do golo, o Málaga ainda mostrou qualidade, mas a defesa caseira esteve sempre atenta aos lances, em particular o guardião Oblak, que voltou a mostrar utilidade. 

Liga NOS. Dragões retomam normalidade competitiva

31ª jornada
Académica 1 FC Porto 2
Golos: Pedro Nuno - Rúben Neves, Yacine Brahimi


Os azuis e brancos conquistaram a segunda vitória consecutiva e reforçaram a confiança na véspera de receber o Sporting. Os dragões estão fora das contas do título e da entrada directa na Champions League, mas vão querer dignificar a camisola contra os leões. 

Os estudantes começaram melhor com um bom golo de Pedro Nuno. No entanto, o FC Porto estava por cima do jogo, pelo que, o tento de Rúben Neves acabou por ser natural. Peseiro apostou novamente em André Silva para o ataque. O português parece ser um jogador com qualidade porque se movimenta bem. Não marcou, mas esteve directamente ligado ao segundo golo dos portistas porque confundiu o guarda-redes Trigueira no remate de Brahimi. No final, a Académica ainda tentou o empate que lhe colocava a apenas um ponto do União da Madeira que se desloca a Alvalade. Na próxima jornada há um União-Académica para decidir quem acompanha o Tondela na despromoção. 

Um final de campeonato penoso para as duas equipas que não primaram pela qualidade durante a temporada. 

Melhor em campo: Yacine Brahimi

Liga BBVA. Gareth Bale opera reviravolta em Vallecas

35ª jornada
Rayo Vallecano 2 Real Madrid 3
Golo: Embarba, Miku - Bale 2, Lucas Vázquez


O técnico merengue arriscou perder o campeonato na deslocação a Vallecas porque deixou os melhores jogadores no banco de suplentes como aconteceu com Modric, Sergio Ramos, Casemiro, além de Cristiano Ronaldo ter ficado em casa para descansar. Benzema jogou, mas teve de sair antes do intervalo porque sentiu dores na perna. 

O Rayo Vallecano começou melhor. Os dois golos no início auspiciava um grande jogo e o fim da linha para os merengues na liga. O Rayo luta por todos os pontos para ficar na primeira divisão. 

A reviravolta começou na primeira parte com um golo de Gareth Bale. No segundo tempo, Lucas Vázquez empatou a partida e após um erro de Embarba, o galês colocou o resultado final em 2-3. Zinedine Zidane não escondeu o desagrado ao longo da partida, mas a culpa da má exibição não pode ser só dos jogadores porque meter Isco e Kovacic no onze não garante profundidade. 

Premier League. Empate sentencia objectivos das equipas

35ª jornada
Liverpool 2 Newcastle 2
Golos: Lallana, Sturridge - Cissé, Colback


A divisão de pontos traduz o domínio das equipas em cada uma das partes. O Liverpool esteve melhor na primeira parte onde marcou dois golos que ainda dava alguma esperança para alcançar os lugares europeus. No entanto, a reacção dos magpies e a desconcentração do Liverpool mudou o placard para 2-2. 

O resultado penaliza as duas formações que lutam por objectivos, embora o Liverpool coloque todas as fichas nas meias-finais da Liga Europa. O Newcastle tem a descida praticamente consumada. Os 9 pontos ainda lhe permitem chegar ao 16º lugar, mas a entrada de Rafa Benítez só piorou o futebol praticado pela equipa. 

Premier League. Citizens ultrapassam Arsenal no terceiro lugar

35ª jornada
Manchester City 4 Stoke City 0
Golos: Iheanacho 2, Aguero, Fernando


Os citizens ultrapassaram o Arsenal na terceira posição. A luta por um lugar na Champions League na próxima época continua a ser prioridade para a futura equipa de Guardiola, que ainda sonha conquistar o troféu. O segundo lugar ainda possível, mas o Tottenham tinha que atirar a toalha ao chão na perseguição ao Leicester. 

Um jogo fácil que não teve qualquer réplica por parte do adversário. O Stoke mantém-se tranquilo na classificação e a preparar a próxima temporada. 

sexta-feira, 22 de abril de 2016

Liga NOS. Zé Manuel assegura praticamente a manutenção

31ª jornada
Boavista 1 Belenenses 0
Golo: Zé Manuel


Os axadrezados conquistaram três pontos importantes na luta pela manutenção numa jornada em que União da Madeira e Académica jogam com Sporting e FC Porto. 

Um golo de Zé Manuel na primeira parte foi suficiente para vencer o Belenenses que não luta por objectivos, embora o registo fora do Restelo na segunda volta aumentasse as expectativas. Neste momento, os azuis do Restelo pensam mais no futuro do que no presente. 

A tarefa do Boavista fica mais facilitada, já que os dois próximos adversários são equipas que lutam pela permanência. Em caso de pontuar com Moreirense e União da Madeira a viagem ao Dragão na última jornada será tranquila. 

Melhor em campo: Zé Manuel 

quinta-feira, 21 de abril de 2016

História das competições: Euro 2004


A selecção portuguesa alcançou o melhor resultado de sempre na competição. No entanto, o factor casa não serviu para conquistar o troféu. 

Portugal organizou pela primeira vez um Europeu após ter vencido as candidaturas da Espanha. O país preparou-se com a construção de 10 estádios em 8 cidades, já que, em Lisboa e Porto houve dois recintos. 

A selecção nacional ficou no Grupo A com a Grécia, Espanha e Rússia. No B estavam França, Inglaterra, Croácia e Suiça. No C, os nórdicos Suécia e Dinamarca tiveram de jogar contra a Itália e a Bulgária. Por fim, o D contemplava República Checa, Holanda, Alemanha e a Letónia. 

No jogo de abertura a Grécia venceu Portugal no Estádio do Dragão. O tento de Cristiano Ronaldo aos 93 minutos não evitaram a derrota por 1-2. O escândalo provocou alterações no onze titular de Portugal durante o resto da competição, mas também deu um impulso aos gregos. Valerón ofereceu o 1-0 à Espanha contra a Rússia. A partir deste momento, a selecção das quinas tinha de vencer os dois jogos para seguir em frente. 

Na primeira jornada destaque para o duelo entre França e Inglaterra na Luz. O clássico terminou com a vitória os franceses por 2-1, embora o triunfo só tenha sido conquistado nos descontos com dois golos de Zidane após Lampard ter inaugurado o marcador aos 38 minutos. As duas equipas acabaram por passar aos quartos, com os franceses em primeiro, mesmo após o empate a 2 com a Croácia. 

A carreira da selecção continuou com uma vitória na Luz contra  Rússia com golos de Maniche e Rui Costa. O empate entre a Espanha e a Grécia no Algarve manteve a obrigatoriedade de garantir os três pontos frente à rival Espanha. Os gregos confirmaram o bom momento e só necessitavam de um empate. Os russos tinham bilhete de regresso marcado. 

A segunda jornada prosseguia nos outros grupos. No C, havia três equipas que tinham possibilidade de chegar aos quartos-de-final. A Itália empatou e complicava as contas porque empatou com Suécia e Dinamarca. Os suecos e dinamarqueses aproveitaram a frágil Bulgária para ficarem com 4 pontos, necessitando apenas de um empate a 2 entre ambos na última jornada para passarem. 

A República Checa era a grande surpresa do Grupo D, que contava com as potências Alemanha e Holanda. Em duas jornadas fez 6 pontos, mais quatro do que os alemães e cinco relativamente aos holandeses. 

Um golo de Nuno Gomes aos 57 minutos no dia 20 de Junho em Alvaldade apurou Portugal para os quartos-de-final deixando a Espanha pelo caminho. No entanto, a vitória da Rússia sobre a Grécia colocou a selecção nacional no primeiro lugar. O próximo adversário seria a Inglaterra. 

O pior receio dos italianos verificou-se. Dinamarca e Suécia empataram a duas bolas, pelo que, os dois golos italianos contra a Bulgária significaram o adeus da competição aos antigos campeões. No grupo D, a República Checa estava apurada, mas mesmo assim venceu os alemães que ficaram afastados da competição porque a Holanda ganhou à Letónia devido a dois golos de Van Nistelrooy e Roy Makaay. 

A primeira fase do campeonato provocou a queda da Espanha, Itália e Alemanha. 

A segunda fase também foi emocionante. Um velho clássico entre Portugal e Inglaterra terminou nas grandes penalidades. O guarda-redes Ricardo marcou o tento decidido. Como aconteceu em 2000, os ingleses marcaram primeiro, mas depois o jogo pertenceu aos portugueses. Postiga fez o 1-1 que originou o prolongamento. No tempo extra, Portugal marcou primeiro por intermédio de Rui Costa, sendo que Lampard empatou o desafio. O resto da história todos sabem....

A outra surpresa aconteceu em Alvalade com a vitória da Grécia sobre a França com um golo de Charisteas........As grandes penalidades também decidiram o vencedor do Suécia - Holanda. Robben deu o triunfo à Laranja. Por fim, os checos não tiveram dificuldade em ganhar à Dinamarca com dois golos de Milan Baros e um do gigante Koller. 

As meias-finais determinaram um Portugal-Holanda e o Grécia-República Checa. 

A selecção nacional efectuou um grande jogo contra os holandeses. Cristiano Ronaldo marcou aos 28 e Maniche ao 58. No entanto, o auto-golo de Jorge Andrade manteve a indecisão até final. Contudo, não foi necessário as grandes penalidades para Portugal alcançar a primeira final na história da competição. Os portugueses esperavam que a República Checa chegasse ao jogo decisivo, devido à qualidade do futebol apresentado. Contudo, a Grécia fintou o destino e venceu a partida com um golo de Dellas nos descontos da primeira parte do prolongamento. 

O país vestiu-se de vermelho e verde para desejar boa sorte à selecção nacional. Portugal era favorito por todas as razões, mas o resultado do jogo inaugural e a forma como os gregos chegaram à final fazia prever o pior. No entanto, o país respirava confiança.

Num mau jogo de futebol acabou por ser uma bola parada a decidir o vencedor. Charisteas cabeceou para o fundo da baliza de Ricardo aos 57 minutos. O placard não sofreu mais alterações devido à incompetência dos avançados portugueses, mas também pela pouca audácia ou coragem de Scolari. 

A boa organização e os excelentes jogos não serviram de consolo a um país que ficou frustrado por ter estado muito perto da figurar na história.

História das Competições: Bolívia 1997


A Bolívia recebeu a 38º edição da competição, que contou com a presença de 12 equipas. As dez da COMMEBOL, mais o México e a Costa Rica. 

As equipas dividiram-se em três grupos de quatro, sendo que os dois primeiros apuravam-se para os quartos-de-final, além dos dois melhores terceiros classificados. 

Nos quartos, o Brasil venceu o Paraguai por 2-0 e o Peru derrotou a Argentina. A equipa da casa venceu a Colômbia por 2-1, enquanto o México derrotou o Equador nas grandes penalidades. 

Nas meias-finais, os brasileiros golearam o Peru por 7-0. No outro jogo, os anfitriões carimbaram o passaporte para a final após a vitória sobre os mexicanos por 3-1.

O México conquistou o honroso terceiro lugar, mas era o jogo decisivo que parou o país. 

Na final realizada em La Paz, Edmundo marcou aos 40 minutos, mas Erwin Sanchez fez o 1-1 antes do intervalo. Na segunda parte os brasileiros confirmaram o favoritismo com golos de Ronaldo e Zé Roberto. Os canarinhos conquistavam a quinta Copa América. 

quarta-feira, 20 de abril de 2016

Liga BBVA. Merengues não deixam os rivais fugirem

34ª jornada
Real Madrid 3 Villarreal 0
Golos: Benzema, Modric, Lucas Vazquez



Os merengues responderam com uma vitórias aos triunfos dos rivais, pelo que, continuam na luta pelo título a quatro jornadas do final. Uma noite tranquila iniciada por Benzema. Lucas Vazquez e Modric também contribuíram para o placard. O português fez um bom jogo, mas o principal destaque vai para o brasileiro Danilo com um grande cruzamento para o terceiro tento do croata. 

A qualidade demonstrada pelo Villarreal na Liga Europa não esteve presente no Santiago Bernabéu. 

Liga BBVA. Torres resolve problema basco

34ª jornada
Athletic Bilbao 0 Atlético Madrid 1
Golo: Fernando Torres


O Atlético Madrid passou no difícil teste de San Mamés, mesmo sabendo que o Barcelona estava a ganhar. Um golo de Torres foi suficiente para garantir três pontos importantes na tentativa de recuperar o título. Como aconteceu em 2014, onde os colchoneros foram campeões e chegaram à final da Champions, também neste final de época está tudo em aberto...

Liga BBVA. Oito golos para responder às críticas

34ª jornada
Deportivo 0 Barcelona 8
Golos: Luís Suárez 4, Bartra, Rakitic, Messi, Neymar


Os catalães responderam com uma goleada às exibições e derrotas das últimas jornadas. Oito golos sem resposta em casa do Deportivo. O trio MSN voltou a funcionar, mas o avançado uruguaio destacou-se com um poker bem identificado na fotografia. 

A retoma voltou ao Barcelona, embora nesta altura todos entrem em campo pressionados. 


terça-feira, 19 de abril de 2016

Premier League. Spurs reduzem desvantagem para cinco pontos

34ª jornada
Stoke City 0 Tottenham 4
Golos: Kane 2, Ali 2


Os Spurs reduziram a desvantagem relativamente ao Leicester. Neste momento, apenas cinco pontos separam as duas equipas, faltando quatro jogos para o final do campeonato. Será uma recta final interessante porque os dois candidatos ainda têm jogos complicados pela frente.

Os londrinos não tiveram qualquer dificuldade no estádio do Stoke. O primeiro golo de Harry Kane permitiu uma exibição segura e tranquila dos spurs.

segunda-feira, 18 de abril de 2016

30ª jornada


A luta pela Europa e a manutenção ganharam interesse após os resultados do fim-de-semana. Na frente, Benfica e Sporting venceram pela margem mínima e continuam separados por 2 pontos numa altura em que se avizinham deslocações complicadas para os dois clubes, começando pela visita do Benfica a Vila do Conde. 

O Paços de Ferreira e o Estoril aproveitaram o empate entre o Arouca e Rio Ave. Os dois clubes que estão na zona europeia não quiseram jogar para a vitória acabando por perder dois pontos para os adversários directos. As equipas que jogam de amarelo têm 4 jornadas para alcançar os lugares europeus.

Na luta pela sobrevivência, os estudantes ganharam pontos a União da Madeira e Boavista. Por seu lado, Moreirense e V.Setúbal ainda podem descer, mas devem ficar na primeira divisão porque a Académica tem um calendário complicado que inclui uma recepção ao FC Porto no próximo fim-de-semana. O Tondela só tem menos 6 pontos do que madeirenses e axadrezados, mas a derrota em Braga terminou com todas as esperanças num milagre. 

Positivo
Estoril e Paços de Ferreira voltam a sonhar com a Europa, Académica conquista ponto importante, Grande exibição do Marítimo perante V.Guimarães, FC Porto regressa às vitórias, bom jogo entre madeirenses e pacenses

Negativo
Arouca e Rio Ave em busca do pontinho, mas permitiram aproximação de estorilistas e castores, Vitórias pela margem mínima de Benfica e Sporting, Moreirense e V.Setúbal à espera que o campeonato termine

MVP´s da jornada: Jardel, Crislan, Herrera, Diogo Jota, Juanto, Fransérgio, Slimani, Marion, Tarantini

Melhor jogador da 29ª jornada: Diogo Jota

Liga NOS. Éderson mantém Benfica na liderança

30ª jornada
Benfica 2 V.Setúbal 1
Golos: Jonas, Jardel - André Claro


Um erro de Pizzi aos 91 minutos poderia ter dado o empate aos sadinos e a perda da liderança do campeonato para o Sporting. O que se passou no final do desafio resultou da fraca exibição na segunda parte após um primeiro tempo em que encostou o autocarro dos sadinos. No entanto, tudo começou com um golo de André Claro aos 15 segundos. 

O tento do V.Setúbal não voltou a deixar pouco tranquilo os adeptos e a equipa, à semelhança do que aconteceu em Coimbra. A reacção foi imediata. A pressão dos encarnados acabou por dar frutos ao fim de 25 minutos com os golos de Jonas e Jardel. Na segunda parte esperava-se a continuidade do assalto à baliza de Ricardo. Isso não aconteceu. 

O relaxamento ou cansaço evidenciado pelos jogadores permitiu ao adversário acreditar que era possível conquistar um ponto. Não se percebe a atitude da equipa, já que, o onze de Rui Vitória contava com 4 jogadores que não jogaram na última quarta-feira, sendo que, 3 eram jogadores atacantes. 

Os sadinos estiveram perto do 2-2 aos 91, mas Ederson mostrou a qualidade que lhe permitiu chegar à baliza encarnada. Pizzi pediu desculpa e agradeceu.....

Melhor em campo: Jardel

Liga NOS. Regresso tranquilo dos guerreiros às vitórias

30ª jornada
Sp.Braga 3 Tondela 0
Golos: Hassan, Stojilkovic, Crislan


Os bracarenses regressaram às vitórias depois de uma derrota e um empate para o campeonato, além das duas derrotas que ditaram a eliminação nos quartos-de-final da Liga Europa. Os três pontos eram fundamentais para consolidar o quarto lugar que está a ser ameaçado por Arouca, Rio Ave, Estoril e Paços de Ferreira. A matemática ainda faz sonhar as quatro equipas e a má forma dos guerreiros fez sonhar algumas pessoas.

Um triunfo tranquilo com a contribuição dos três pontas-de-lança que jogaram. Os dois primeiros sendo titulares e o terceiro entrando na partida. Neste momento só faltam seis pontos para o posto ficar definitivamente assegurado e talvez pensar no terceiro, embora isso dependa de quatro derrotas dos dragões nas últimas rondas. 

O Tondela está a apenas seis pontos da salvação, mas também só estão 12 pontos em disputa. 

Melhor em campo: Crislan