terça-feira, 31 de janeiro de 2017

Premier League. Liverpool não tem equipa para disputar o título

23ª jornada

Liverpool 1 Chelsea 1

Golos: Wijnaldum - David Luiz

O jogo defraudou as expectativas, em particular os adeptos do Liverpool que começam a ficar cansados de Jurgen Kloop. Após uma semana em que o clube foi eliminado da Taça da Liga Inglesa e da Taça de Inglaterra em casa, só a vitória poderia alimentar a esperança de Anfield Road voltar a festejar o título nacional. 

O futebol praticado pelos reds assenta na posse de bola, mas falta um finalizador que saiba terminar algumas jogadas bem conseguidas pelos médios mais criativos. Nos primeiros 20 minutos, o domínio foi evidente, embora sem oportunidades de golo, pelo que, aos 24 minutos, o golo de David Luiz num pontapé de livre que apanhou a barreira adversária desprevenida, gelou o estádio. 

O pior poderia ter acontecido na jogada seguinte com o mesmo protagonista chegando tarde a um cruzamento de Hazard. 

A situação continuava crítica porque os anfitriões mantinham vantagem na posse de bola, mas não conseguiam ultrapassar a primeira linha defensiva do Chelsea. As duas equipas foram para os balneários com apenas dois remates à baliza em 45 minutos.

No segundo tempo, a primeira jogada pertenceu ao Liverpool com Firmino a desperdiçar uma boa ocasião na cara de Courtois após um bom trabalho de Lallana. A sorte acabou por sorrir aos 57 minutos com o golo de Wijnaldum de cabeça. 

Os principais craques das equipas não se esconderam, apesar da luta que se travou a meio-campo. Coutinho e Hazard cumpriram bem o papel, mas o grande destaque é a exibição de Kante devido às inúmeras recuperações de bola. O antigo jogador do Leicester ainda protagonizou uma assistência que Moses desperdiçou na grande área do adversário.

Os últimos quinze minutos foram intensos com Diego Costa a falhar uma grande penalidade. Nos descontos, Pedro Rodríguez e Firmino tiveram oportunidade de colocar as respectivas equipas em vantagem. 

A divisão de pontos favorece o Chelsea porque as duas equipas de Londres perderam pontos, cabendo aos rivais de Manchester aproveitarem para colocarem pressão no líder. 

Liga NOS. Agra volta a ser o "salvador" dos madeirenses

19ª jornada

Nacional 1 Arouca 1

Golos: Salvador Agra - Nuno Coelho
MVP: Salvador Agra - Nuno Coelho

Os madeirenses salvaram-se de mais uma derrota mesmo em cima do apito final. Uma grande penalidade convertida por Salvador Agra aos 94 minutos manteve o Nacional na luta pela manutenção, ganhando um ponto ao Estoril. O jogador português tem sido um autêntico "salvador" para a equipa orientada por Jokanovic nesta temporada.

O Arouca esteve perto da perfeição, embora só tenha marcado a cinco minutos. Os três pontos iriam viajar para o continente, mas a desconcentração nos descontos tirou dois pontos.

As duas equipas precisam de mostrar mais futebol.

segunda-feira, 30 de janeiro de 2017

Liga NOS. Sadinos aproveitaram melhor jogo aéreo para chegarem à vitória

19ª jornada

V.Setúbal 1 Benfica 0

Golo: Zé Manuel
MVP: Zé Manuel - Luisão

Uma exibição frouxa do campeão nacional que confirma o mau momento iniciado com o empate frente ao Boavista. 

Os encarnados jogam sem raça, vontade e pior que tudo, velocidade. Os jogadores criativos deixaram de fazer a diferença perante as defesas mais fechadas. 

O primeiro tempo fica marcado pelo jogo directo das duas equipas. Os cruzamentos para aproveitar os cabeceamentos eram a melhor forma de tentar chegar ao golo. Neste aspecto, os sadinos levaram a melhor sobre o adversário. Apesar de serem altos, Jonas e Mitroglou raramente conseguiam chegar às bolas provenientes de Zivkovic. Os extremos encarnados também não estiveram com inspiração e Pizzi esteve muito longe dos dois pontas-de-lança. 

A estratégia utilizada pelo Benfica também foi copiada pelo V.Setúbal, mas com maior sucesso no capítulo da finalização.

Após o intervalo, Rui Vitória lançou Rafa, mas o nível de jogo baixou consideravelmente, não havendo sequer espaço para imitar o plano da primeira parte. Não existiu arte para ludibriar os adversários. 

O V.Setúbal tem sido um verdadeiro problema para os grandes clubes. O Sporting foi a única equipa que venceu os sadinos para o campeonato, embora o jogo tivesse sido em Alvalade. O empate na primeira volta contra o FC Porto permitiu ao Benfica ganhar vantagem. Os três pontos alcançados nesta ronda mostram que os sadinos são a formação com mais interferência na decisão do título, além de ganharem ânimo na luta pelo quinto lugar, depois o empate entre V.Guimarães e Marítimo.

O mês de Janeiro acabou por ser fatal para o Benfica porque só conquistou 4 pontos, perdendo a vantagem de quatro pontos para o FC Porto. 

Championship. Barnsley aproxima-se dos lugares de acesso ao play-off

28ª jornada

Rotherham 0 Barnsley 1

Golo: Armstrong

A descida de divisão é um cenário cada vez mais plausível, mesmo faltando várias jornadas. A questão pontual não é o maior problema, já que, as exibições roçam o medíocre, apesar das várias trocas de treinador ao longo da temporada. 

Na recepção ao Barnsley, o empate esteve perto de acontecer, mas uma grande jogada de Armstrong terminou no fundo da baliza, sendo que, depois só foi necessário evitar que o frágil ataque dos anfitriões cometesse a proeza de marcar um golo.

FA Cup. Equipa da National League teve mais força, vontade e oportunidades para vencer a partida

Quarta eliminatória 

Sutton United 1 Leeds United 0

Golo: Collins

A maior surpresa da eliminatória foi a vitória do Sutton sobre o Leeds. A diferença de escalão não se fez sentir num desafio marcado por muita luta no meio-campo.

A equipa do Championship alinhou com a segunda equipa recheada de jovens, mas sem qualidade técnica e força física. Os jogadores do Sutton ganharam todas as batalhas que envolveram disputas de bola no ar e ressaltos. No número de oportunidades, o Sutton também leva vantagem com dois lances protagonizados por Deacon na primeira parte. 

O segundo tempo é marcado pela grande penalidade convertida por Collins. As estrelas do Leeds entraram após o 1-0, mas nenhum teve imaginação para superar a muralha dos anfitriões. 

O Sutton segue para a próxima eliminatória em representação do futebol amador. 

La Liga. Merengues aproveitam deslize de todos os rivais

20ª jornada

Real Madrid 3 Real Sociedad 0

Golos: Cristiano Ronaldo, Kovacic, Morata

Os merengues tiveram um fim-de-semana perfeito com a vitória no campeonato e a perda de pontos de todos os principais perseguidores. 

A maior dificuldade do desafio passou por abrir o marcardor perante uma equipa que defende com unhas e dentes todos os buracos para a baliza. 

A nota de maior destaque é o regresso de Ronaldo aos golos na liga que terminou com o chorrilho de críticas. 

O Real Madrid tem margem para se voltar a concentar na conquista da Champions League.

domingo, 29 de janeiro de 2017

Moreirense conquista Taça da Liga pela primeira vez na história

FINAL

Moreirense 1 Sp.Braga 0

Golo: Cauê

Os cónegos conquistaram o primeiro troféu da história juntando-se a Benfica, Sp.Braga e V.Setúbal como vencedores da prova que completou dez edições.

O jogo foi bastante devido às estratégias das duas equipas. O Moreirense optou por manter o veneno que deu a vitória frente ao Benfica, com Podence perto de Roberto e a aproveitar os passes de ruptura de Francisco Geraldes. Os ex-sportinguistas vão deixar saudades porque representam mais de 50% da qualidade da equipa orientada por Augusto Inácio.

O Sp.Braga também foi a jogo com a mesma filosofia da meia-final. Jorge Simão continuou a aposta em Battaglia, mas deve ter-se arrependido porque o argentino não jogou nada, apesar de ter completado 90 minutos. Os bracarenses jogam pior depois do duo Vukcevic-Xeka ter sido desmantelado para dar lugar à dupla que veio de Chaves. Assis ficou no banco, mas deve ter entrada directa no onze. 

O Moreirense teve as melhores oportunidades no primeiro tempo, mas só uma falta cometida infantilmente por Matheus na grande área permitiu introduzir a bola na baliza. Por sua vez, os guerreiros só criaram a primeira ocasião de perigo aos 70 minutos por Stoijlkovic porque a bola nunca chegou aos homens da frente por culpa da falta de qualidade de Battaglia. 

Por estas razões, a partir da vantagem, os cónegos só tiveram de gerir como é habitual nas equipas lideradas por Augusto Inácio. 

O triunfo assenta bem à única formação que tentou jogar futebol, mesmo apenas por pouco tempo. Augusto Inácio conquista mais um troféu, mas vai sofrer para garantir a manutenção, já que, não tem as duas principais peças que regressam a Alvalade. O treinador do Sp.Braga quer implementar um novo esquema com jogadores provenientes do Desp.Chaves, mas perdeu mais uma batalha importante e jogando bastante mal.

Eredivisie. Elia mantém Feyenoord no topo com grande exibição

20ª jornada

Feyenoord 4 NEC 0

Golos: Elia, Berghuis, Jorgensen 2

O Feyenoord continua a caminhada tranquila rumo ao título que foge há 18 anos. A equipa de Roterdão goleou e manteve a vantagem para os rivais, em particular o Ajax. 

A qualidade futebolística tem sido fantástica ao longo do temporada, sendo que, neste desafio destaque para a exibição de Elia, sobretudo no primeiro tempo. O jogador marcou um golo, mas a assistência para Berghuis é uma obra de arte. 

No plano individual Jorgensen fez dois golos na segunda parte.

La Liga. Suárez evita derrota, mas as contas podem ficar complicadas

20ª jornada

Bétis 1 Barcelona 1

Golos: Alegría - Suárez

Os catalães salvam um ponto na deslocação a Sevilha para defrontar o Bétis. 

O empate parecia ser uma realidade até ao golo dos anfitriões, mesmo perante o domínio habitual do Barcelona. A partir do 1-0 foi uma autêñtica corrida contra o relógio porque estava em causa a manutenção da corrida à liderança do campeonato.

O golo de Suárez aos 90 minutos não impede o Real Madrid de entrar em campo nesta ronda com bastante tranquilidade.

FA Cup. Arsenal impediu Saints de sonharam com nova presença numa final

Quarta eliminatória

Southampton 0 Arsenal 5

Golos: Welbeck 2, Theo Walcott 3

Os Saints sucumbiram na eliminatória da competição, na mesma semana em que garantiram a presença na final da Taça da Liga. 

A exibição do Southampton contra o Liverpool fazia prever um jogo equilibrado frente ao Arsenal, mas isso não se verificou por culpa da qualidade individual e colectiva dos gunners, algo que falta claramente ao Liverpool, sobretudo no primeiro aspecto. 

O desafio terminou na primeira parte com um resultado de 0-3 a favor do Arsenal. Welbeck e Walcott marcaram os golos, mas também estiveram presentes nas jogadas decisivas. 

Liga NOS. Exibição positiva é um bom mote para a viagem ao Dragão

19ª jornada

Sporting 4 Paços de Ferreira 2

Golos: Bas Dost 2, Adrien Silva, Gelson Martins - Welthon 2
MVP: Bas Dost - Welthon

Os leões regressaram às vitórias e temporariamente ao terceiro lugar num jogo marcado pelas boas exibições dos principais goleadores das duas equipas.

O Sporting parecia ter o assunto arrumado aos 35 minutos quando se encontrava em vantagem por três golos de diferença. 

A insegurança leonina voltou à baila após o primeiro golo de Welthon. A tremideira confessada por Jorge Jesus na conferência de imprensa deu origem ao 3-2 a quinze minutos do final. 

Apesar do receio, Gelson Martins descansou a nação leonina com o 4-2, permitindo alegria nas bancadas na véspera da viagem decisiva ao Dragão. 

sábado, 28 de janeiro de 2017

Liga NOS. Dragões ficam sem ideias sempre que saem de casa

19ª jornada

Estoril 1 FC Porto 2

Golos: Dankler - André Silva, Jesús Corona
MVP. Dankler - Alex Telles

Um jogo mau jogado pelas duas equipas, sendo que, a emoção ficou reservada para os últimos dez minutos, após a grande penalidade convertida por André Silva que deu a vantagem aos dragões.

Nos restantes 80 minutos, percebeu-se a razão da má temporada das duas equipas, em particular dos canarinhos que sofreram a sexta derrota consecutiva desde a entrada de Pedro Carmona. Não há estratégia, fio de jogo ou qualquer coisa que meta medo aos adversários. Após o golo de André Silva, o treinador espanhol tirou Kleber para meter Bazelyuk. 

O FC Porto também não esteve ao melhor nível, embora a entrada de Brahimi para o lugar de Diogo Jota tenha criado mais ocasiões, mesmo assim, os cruzamentos de Alex Telles através de bolas paradas ou bola corrida foram o melhor meio para assustar a frágil defesa canarinha. A vitória não esconde os problemas que os visitantes encontram sempre que actuam fora do Dragão.

A verdade é que os visitantes procuraram os três pontos que colocam pressão sobre o Benfica na semana que antecede a recepção ao Sporting.

Liga NOS. Sem um goleador não é possível lutar pelo terceiro lugar

19ª jornada

Vit.Guimarães 0 Marítimo 0

MVP: Pedro Henrique - Erdem Senç

As saídas de Marega e Tiquinho Soares fragilizam os vimaranenses que precisam de golos para atacar os lugares europeus. Talvez Rafael Martins seja uma boa solução, mas o remate desastroso aos 94 minutos mostra que o ex-jogador do Moreirense tem bastante menos qualidade.

O treinador Pedro Martins continua com a mesma estratégia, embora com outros intérpretes devido às transferências de João Pedro e do avançado brasileiro para o FC Porto. 

O Marítimo pretendia conquistar um ponto que permite manter-se na luta pelo quinto lugar. 

No primeiro tempo, os vimaranenses foram mais ofensivos com Hernâni em grande destaque. O jogador fez o que quis de Deyvison, mas falta um goleador para concluir o esforço proveniente das alas. Outro aspecto que causou mossa à defesa adversária é a forma como a equipa se estende por todo o terreno, permitindo que o portador da bola jogue a um toque, já que, tem sempre um colega em posição de ataque e sem marcação. 

Apesar das constantes ameaças de Hernâni e Raphinha, o maior protagonista dos vimaranenses na primeira metade foi Pedro Henrique com uma bola na barra e um remate por cima da baliza.

Na segunda parte, não houve o mesmo discernimento para incomodar os madeirenses, mas Bernard aos 86 minutos teve nos pés a grande oportunidade do encontro num remate que embateu no ferro. 

Os madeirenses sentiram-se confortáveis com uma postura defensiva inteligente em que Erdem Sen servia como parede. A grande oportunidade de golo surgiu só no minuto 89 com um remate de Deyvison no poste e na recarga Pedro Henrique impede Xavier de inaugurar o marcador. 

A equipa de Daniel Ramos percebeu as fragilidades do adversário sem um ponta-de-lança com qualidade, já que, os dois extremos conseguem aguentar 90 minutos jogando sem oposição. 

Liga NOS. Reforços oferecem uma vida extra ao Tondela

19ª jornada

Tondela 2 Desp.Chaves 0

Golos: Osorio, Heliardo
MVP: Heliardo - Perdigão

O Tondela conquistou três pontos fundamentais na luta pela permanência, colocando pressão sobre os restantes rivais, embora começam a ser poucas as formações com a manutenção em risco.

Os golos da vitória surgiram por dois reforços, sendo que, Osorio também marcou na Luz. Os flavienses entraram apáticos, mesmo contando com o regresso de Fábio Martins. A onda de saídas fragilizou o grupo de trabalho.

A equipa da casa teve sempre o controlo da partida, procurando sempre mais golos que o adversário. Nos visitantes Fábio Martins tentava contrariar o desfecho, mas faltam unidades de peso para sonhar com o quinto lugar. 

Liga NOS. Azuis vencem pela segunda vez no Bessa

19ª jornada

Boavista 0 Belenenses 1

Golo: João Diogo
MPV: Fábio Espinho - João Diogo

Um bom jogo entre antigos campeões nacionais com muitos lances perigosos junto de cada baliza. A primeira parte não foi bem jogada por culpa da boa qualidade defensiva do Belenenses entregue a Hassan Yebda. O argelino possuí força física e qualidade técnica, algo raro naquela posição. Os azuis do Restelo supriram a saída de João Palhinha.

O Boavista assumiu mais vezes o jogo no primeiro tempo, tentando aproveitar o bom momento de forma. Existe qualidade em Schembri, Fábio Espinho, e, sobretudo em Iuri Medeiros, mas desta vez ninguém conseguiu ultrapassar a boa defesa adversária. 

O Belenenses começou melhor a segunda parte com vários lances protagonizados por Abel Camará. A presença do número 30 confere músculo, velocidade e combinações com os restantes companheiros do sector. A jogada do golo é uma prova da importância de Camará num plantel que continua com dificuldade em marcar. 

Os anfitriões não mudaram de estratégia porque faltam soluções no banco, embora a entrada de Makhmudov tenha trazido mais precaução ao Belenenses. 

O triunfo dos azuis do Restelo garante mais três pontos preciosos e a certeza que a descida será evitada. O Boavista tentou alcançar o sexto jogo sem perder, mas a derrota justifica-se.

sexta-feira, 27 de janeiro de 2017

Poste Direito. Erros de Jesus passam ao lado por causa das eleições


O início da era Jesus em Alvalade começou muito bem com a conquista da Supertaça, mas agora parece que o castelo tem tudo para ruir. 

Os maus resultados devem-se exclusivamente às más contratações que não permitem descanso aos titulares, mas também à ideia de jogo definida pelo treinador desde os tempos que comandava o Benfica. A pressão feita pelas outras equipas aos médios mais criativos impede qualquer tipo de desenvolvimento do ataque porque o Sporting insiste em jogar pelo meio, aproveitando pouco os extremos. A equipa não abusa da qualidade de Gelson Martins e Joel Campbell.

Durante o período em que esteve no comando técnico do Benfica os adversários mais fortes também conseguiam anular o trabalho realizado pelos vários médios que foram passando pelo clube. 

A sobrevivência do jogo leonino depende da forma de William Carvalho e Adrien Silva. Tendo em conta que Jesus confessou que os dois campeões europeus estão em má forma, não havendo substitutos à altura, torna-se impossível manter a regularidade exigida a uma equipa que luta por todos os títulos. 

As principais críticas estão a ser dirigidas a Bruno de Carvalho porque daqui a dois meses há eleições e o presidente leonino também gosta de se expor muito, sendo um alvo fácil para os adeptos dos rivais. Neste momento, o treinador tem sido salvo pela estrutura leonina para proteger os jogadores. 

Notas da Semana

Homem-do-Jogo

Alex Telles - O brasileiro do FC Porto fez três assistências que originaram golos no desafio frente ao Rio Ave. Um bom aproveitamento, enquanto Miguel Layun vai curando uma lesão. O feito do lateral-esquerda vai ficar na historia.

Nota Intermédia

Rui Vitória - O treinador benfiquista não motivou a equipa para a meia-final da Taça da Liga. Os jogadores entraram para a segunda parte convencidos que o jogo estava ganho. Também não se percebe a aposta em Carrillo se tem Zivkovic em grande forma. O Benfica atravessa a pior fase da temporada em termos de resultados e exibições por causa de algumas opções tomadas.

Fora-de-Jogo

Zinedine Zidane - O afastamento da Taça do Rei é um sinal preocupante, sobretudo se tiver em conta que o Real Madrid apenas conseguiu uma vitória nos quatro jogos que fez para a competição contra adversários competitivos como o Sevilha e o Celta de Vigo. Nos desafios a duas mãos só venceu na primeira mão dos oitavos-de-final em casa frente aos andaluzes. A qualidade de jogo piora e nem Sergio Ramos consegue disfarçar com alguns cabeceamentos decisivos. Nem tudo está associado à baixa de forma de Cristiano Ronaldo.

quinta-feira, 26 de janeiro de 2017

EFL Cup. Marco Silva perdeu, mas começa a ganhar uma equipa

Meia-final 
2ª Mão

Hull 2 Manchester United 1

Golos. Huddlestone, Niasse  - Pogba

A eliminatória estava praticamente perdida, mas o Hull deu uma boa réplica ao United. O primeiro golo de Huddlestone ainda deu esperança, que Pogba tratou de anular rapidamente.

O resultado e a exibição importam mais que a passagem às meias-finais. O treinador Marco Silva tem razões para ficar contente depois da atitude demonstrada pelos jogadores. O Hull não tem uma grande equipa, pelo que, precisa do toque de Midas do técnico.

O Manchester United tem tudo para voltar a erguer um troféu.

Taça da Liga. Boateng e Makaridze garantem primeira presença na final da competição

Meia-Final

Moreirense 3 Benfica 1

Golos: Boateng 2, Dramé - Salvio

Uma presença histórica do Moreirense na final da competição. Os cónegos vão disputar pela primeira vez o jogo decisivo de uma prova oficial. 

O golo de Salvio na primeira parte parecia ter selado o desafio, cabendo ao Benfica gerir no segundo tempo. O problema é que os cónegos entraram com vontade de dar a volta ao resultado. Augusto Inácio lançou Dramé que fez o 1-1.

O tento do empate desconcentrou os encarnados, sobretudo a defesa. O Moreirense aproveitou o desnorte para se adiantar no marcador numa boa conclusão de Boateng. O 3-1 não demorou muito numa das muitas jogadas em que o adiantamento da defesa encarnada foi engolida pelo génio de Podence e a velocidade de Boateng. 

A reacção do Benfica tinha de ser imediata porque faltavam 20 minutos. O treinador benfiquista lançou Raúl Jiménez e Zivkovic, mas apenas o sérvio esteve presente. O mexicano ficou perdido no meio de tantos jogadores que estacionaram na área minhota nos últimos dez minutos. Nessa altura, o guardião Makaridze e os ferros da baliza impediram o 3-2 e mesmo o empate.

O Moreirense segue em frente na competição porque matou o jogo numa altura em que os jogadores encarnados pensavam na conquista da décima taça na competição. 

EFL Cup. Saints chegam à final com vitória nos dois desafios

Meia-final
2ª Mão

Liverpool 0 Southampton 1

Golo. Long

O Southampton apurou-se para a final da taça da liga inglesa com duas vitórias sobre o Liverpool. No jogo da segunda mão, notou-se a fraca qualidade ofensiva dos reds e a excelente organização defensiva dos Saints, mesmo tendo perdido José Fonte. 

O primeiro tempo pertenceu à equipa da casa, mas sem criar ocasiões. Sem um grande desequilibrador e um ponta-de-lança dificilmente se marcam golos. Não basta ter flanqueadores com muita qualidade. A organização do ataque é fundamental e o Liverpool peca por ter um craque, já que, Phillippe Coutinho é um jogador razoável, enquanto Lallana está encostado a uma linha. 

Apesar do domínio do Liverpool, as melhores situações na primeira parte pertenceram ao Southampton através de contra-ataques protagonizados por Redmond na direita. 

O equilíbrio foi a nota dominante do segundo tempo, embora não houvessem grandes motivos para continuar a seguir o jogo. Os adeptos da casa cantavam, mas não acreditavam, tendo ficado piores na altura em que Long marcou o 0-1 e o 0-2 na eliminatória. 

Copa del Rey. Momento final pertenceu ao Atleti

Quartos-de-final 
2ª Mão

Eibar 2 Atlético Madrid 2

Golos: Sergio Enrich, Pedro Leon - Giménez, Juanfran

Os colchoneros compensam a má classificação no campeonato com a presença nas meias-finais da taça. 

Uma equipa de segunda linha conseguiu aguentar o Eibar num desafio que teve vários momentos. O golo de Giménez sentenciou a eliminatória e a partida, mas os anfitriões renasceram com golos aos 73 e 80 minutos.

No momento de superioridade do Eibar nota-se que a defesa madrilena continua aos papéis, sendo que, sem as estrelas do ataque era complicado fazer o empate que daria o descanso. A verdade é que Juanfran colocou um ponto final nas aspirações da equipa sensação do campeonato.

No final dos dois jogos, o prémio foi para o Atleti.

Copa del Rey. Afastamento da competição é um sinal para o Real Madrid

Quartos-de-final
2ª Mão

Celta de Vigo 2 Real Madrid 2

Golos. Danilo a.g, Wass - Cristiano Ronaldo, Lucas Vázquez

Um bom jogo entre as duas equipas determinou a eliminação do Real Madrid da Taça do Rei, confirmando a má forma no mês de Janeiro.

No primeiro tempo, os merengues sofreram o golo fatal, mas foram a primeira equipa que criou perigo numa jogada em que Ronaldo rematou ao poste após uma bola dividida com o defesa adversário ter ido parar à barra. A arma dos galegos para contrariar o favoritismo dos blancos era recorrer à falta. 

A falta de imaginação do Real Madrid é gritante, mesmo contando com a classe de Isco. O problema é que insistir nas jogadas pelos extremos na ausência de Bale não é a melhor solução, sendo que, Ronaldo continua longe da criatividade. 

O Celta lançou-se no ataque nos minutos finais da primeira parte, com destaque para as tentativas de Guidetti. Na segunda deu o 1-0 que colocava o Real Madrid em maus lençóis.

A determinação merengue e as bombas de Cristiano Ronaldo ainda fizeram sonhar os adeptos porque os anfitriões voltaram a recorrer às faltas para colocar gelo no jogo. A estratégia correu mal devido ao míssil do português, mas também porque Sergio Ramos esteve perto de fazer nova gracinha. O intervalo entre o minuto 60 e 70 foi o melhor do Real em toda a partida.

Os minutos passavam sem o 1-2 que daria prolongamento, pelo que, o Celta decidiu sair da toca, embora sem Guidetti em campo. A vantagem na partida por Wass acabou com as esperanças merengues, mas Lucas Vazquez ainda fez o 2-2 que deu alguma honra ao campeão europeu na competição. 

A nítida falta de forma do Real Madrid já deu para sair da Taça do Rei, restando saber se a liderança no campeonato também é temporária.

quarta-feira, 25 de janeiro de 2017

Taça da Liga. Pedro Santos e Xeka equilibram ideia de Jorge Simão

Meia-Final

Sp.Braga 3 V.Setúbal 0

Golos: Pedro Santos, Stoilikjkovic, Rodrigo Pinho

Os guerreiros do Minho garantiram a segunda presença na história da competição depois de terem vencido em 2013.

O jogo frente ao V.Setúbal foi o mais fácil da caminhada rumo à final de Domingo. 

O técnico bracarense equilibrou a equipa, apesar de não ter mudado muito a estrutura deixada por José Peseiro. Nota-se mais acerto defensivo com a presença de Xeka e o regresso de Pedro Santos ao onze. O ausência em jogo de João Amaral resulta da boa leitura de Jorge Simão. Destaque para a velocidade que Battaglia acrescenta à equipa.

No plano táctico, Simão venceu Couceiro porque tem melhores jogadores, embora os golos tenham nascido de dois erros dos defesas sadinos. No primeiro golo, foi cometida uma grande penalidade e no segundo, Nuno Pinto permite a Rui Fonte ganhar uma bola à entrada da área. 

O aproveitamento do ataque é outra melhoria da equipa relativamente ao passado. Rui Fonte anda mais solto pelo campo, tendo tempo para ajudar a equipa na defesa. O Sp.Braga parece ter ganho mais um avançado com a inclusão de Rodrigo Pinho. 

Os sadinos praticamente não tiveram oportunidades. Amaral e Edinho andaram escondidos devido às marcações dos defesas bracarenses. 

O primeiro objectivo da temporada não escapou a Jorge Simão.

terça-feira, 24 de janeiro de 2017

Futebol Internacional. Bundesliga, Serie A, Ligue 1 e Super Lig em aberto na segunda volta


Bundesliga - 17ª jornada

O Bayern Munique terminou a primeira volta na liderança do campeonato com mais três pontos que o Leipzig. A formação estreante na principal divisão foi ultrapassada, mas ainda acredita no título, pelo que, será interessante saber qual a jornada em que Leipzig vai ceder. As duas derrotas nas últimas cinco jornadas deram maior fôlego ao campeão. O Leipzig também pode respirar de alivio relativamente ao segundo lugar que dá a entrada directa na Champions League porque Hertha Berlim, Borussia Dortmund e o Hoffenheim estão a oito pontos. O Leverkusen tem encetado uma recuperação, mas longe dos lugares europeus.

Ligue 1 - 21ª jornada

Os três empates consecutivos do Nice permitiram a aproximação do PSG que contratou recentemente Gonçalo Guedes. O Mónaco tem 48 pontos, Nice com 46 e PSG tem 45, sendo que, ainda há espaço para o Lyon com 37 pontos sonhar. Tendo em conta que os três primeiros perderam oito jogos e empataram 13 vezes haverá bastante competição porque só se jogou a primeira jornada da segunda volta. A equipa de Sérgio Conceição colocou um ponto final na série vitoriosa depois da derrota frente ao campeão. 

Serie A - 21ª jornada

A liga italiana também voltou a ter emoção, embora a Juventus tenha menos um ponto. Roma e Nápoles têm capacidade para fazer face à campeã, enquanto o AC Milan caiu para sétimo na competição após uma derrota e um empate, ficando à mercê da Fiorentina que venceu em Verona o Chievo por 0-3. O Inter também está numa grande forma tendo conquistado a quinta vitória consecutiva em Palermo.

Super Lig - 18ª jornada

O Besiktas conquistou a liderança do campeonato porque o Fenerbache venceu em casa o Basaksehir, ficando a quatro pontos da equipa sensação. O Galatasaray poderia ter alcançado o Basaksehir, mas a derrota contra o Karabukspor manteve a equipa no terceiro lugar com apenas mais um ponto que o velho rival. A eliminação das competições europeias fez bem ao Konyaspor porque a formação já se encontra no sexto lugar.

19ª jornada


O Feyenoord não desarma da liderança e até podia ter aumentado a distância para o segundo classificado, mas o Ajax conseguiu vencer na difícil deslocação a Utrecht. Alan Schones marcou o único golo da partida, mesmo tendo falhado uma grande penalidade. 

O PSV também conquistou 3 pontos, embora o jogo contra o Hereenveen tenha sido complicado porque o 4-3 só apareceu aos 90 minutos por Hector Moreno. Os visitantes perderam a possibilidade de se aproximarem dos campeões holandeses na terceira posição. 

A luta pela descida está igualmente interessante com oito clubes separados apenas por seis pontos. 

19ª jornada


A grande novidade não é a vitória do Real Madrid perante o frágil Málaga, mas a contínua perseguição do Sevilha. Os andaluzes têm apenas menos um ponto, mas com um jogo a mais que os merengues. 

O Sevilha esteve perto de perder pontos no terreno do Osasuna, mas a vontade de continuar na luta falou mais alto, realizando a melhor primeira volta de sempre na história do clube.

O Barcelona também está na corrida depois de ter goleado o Eibar com uma grande demonstração do trio MSN, que terminou a primeira ronda com três golos.

O título deverá ficar no Estádio de uma destas equipas, já que, o Atlético Madrid ficou definitivamente afastado com o empate no San Mames frente ao Athletic Bilbau. No entanto, Simeone ainda pode sonhar com a Liga dos Campeões e a Taça do Rei. 

As equipas que lutam pelas competições europeias perderam ou empataram. O Espanhol foi a única formação que ganhou mais pontos.

22ª jornada


Os dois clubes de Manchester perderam terreno para o primeiro lugar, ficando a uma distância grande do líder.

As formações lideradas por José Mourinho e Pep Guardiola não apresentam novas soluções para ultrapassar os adversários, parecendo que não existem mais ideias.

O Chelsea ganhou pontos a todos os adversários directos, menos ao Arsenal. Os gunners só conseguiram vencer através da marcação de duas grandes penalidades. Mesmo assim, o Chelsea tem oito pontos de vantagem sobre o Arsenal, sendo que, o confronto no dia 4 de Fevereiro será decisivo para perceber quais hipóteses dos londrinos que vivem no Norte.

O campeonato também está interesse no fundo da tabela, com várias equipas separadas por poucos pontos, onde se inclui o campeão Leicester, que não mudou o chip na segunda volta sem jogos europeus a meio da semana.

Há muito que o campeonato se partiu do 7º lugar para baixo. O Everton dificilmente consegue apanhar a equipa de José Mourinho.

18ª jornada


A luta pelo terceiro lugar assume importância nesta fase do campeonato depois da vitória do Vit.Guimarães sobre o Sp.Braga na Pedreira e do empate do Sporting na Madeira frente ao Marítimo. Neste momento, os guerreiros estão no terceiro posto com mais um ponto que os leões e dois relativamente aos vimaranenses. 

A luta pelo sexto lugar também continua interessante com o Desp.Chaves e o Vit.Setúbal na mesma luta, sendo que, os flavienses podem alcançar a Europa via final da Taça de Portugal. O Rio Ave e o Arouca perderam gás nesta ronda, mas ainda estão a tempo de sonhar com um boa posição. O Boavista conquistou quatro pontos nas duas últimas rondas, estando no meio dos clubes mencionados. A manutenção deixou de fazer parte dos objectivos dos axadrezados. 

Na luta pela fuga à descida, Moreirense e Feirense ganharam vantagem sobre o quarteto que está em situação mais complicada. A sexta derrota consecutiva do Estoril coloca-o muito perto do Nacional. Pepa ainda não conseguiu justificar a contratação, acumulando mais uma jornada no último lugar às que registou durante o comando técnico do Moreirense. 

No topo continua tudo na mesma, com a certeza que Benfica e FC Porto vão deslocar das restantes equipas. 

Melhor Jogo
Sp.Braga - Vit.Guimarães
Os vimaranenses venceram em Braga num jogo equilibrado, mas praticamente decidido nos primeiros 15 minutos. Os guerreiros começaram a partida com uma oportunidade e terminaram com um golo, mas insuficiente para alcançar o empate. Os dois treinadores não tiveram medo daquilo que estava em causa e atacaram os três pontos.

Melhor Equipa
Vit.Setúbal
A vitória no Restelo confirma que não haverá uma segunda volta semelhante à da temporada passada. O trabalho realizado por Couceiro tem sido excelente, tendo em conta as dificuldades dos sadinos. Os dois de golos provam que existe muita qualidade do meio-campo para a frente. 

Sinal +

Alex Telles - O defesa-esquerdo do FC Porto fez três assistências na vitória sobre o Rio Ave. O brasileiro fez uma grande exibição, mesmo não tendo marcado qualquer golo. 

Sinal -

Pedro Carmona - O treinador do Estoril conquistou a sexta derrota consecutiva, na mesma semana em que garantiu a presença nas meias-finais da Taça de Portugal. O Estoril não joga nada e nem sequer aproveita alguns bons jogadores que tem no plantel. A tentativa de introduzir um futebol bonito não está a resultar, tendo como consequência a queda vertiginosa na tabela. 

segunda-feira, 23 de janeiro de 2017

Liga NOS. Flavienses já espreitam lugares europeus

18ª jornada

Desp.Chaves 2 Nacional 0

Golos; Braga, Davidson
MVP: Braga - Tiago Rodrigues

Os flavienses seguem em frente rumo a uma inédita presença nas competições europeias. A equipa não ficou descaracterizada após as saídas de Paulinho e Battaglia, nem com o castigo de Fábio Martins.

O primeiro tempo pertence à equipa da casa, apesar do Nacional ter mandado uma bola ao ferro graças a uma cabeceamento errado de um defesa flaviense. 

O domínio territorial permitiu criar inúmeras situações de perigo, com Perdigão a assumir papel principal, sempre à espera das entradas de Braga e Rafael Lopes na área madeirense. Braga fez o primeiro golo e uma grande exibição. O segundo tento aparece mesmo antes do intervalo numa boa jogada individual de Davidson. 

No segundo tempo, os anfitriões meteram gelo no jogo, mas o Nacional também não mete medo a ninguém. 

O resultado mostra que as exibições frente ao Sporting não surgiram por acaso. 

Championship. Golo no final da primeira parte voltou a afectar moral do Rotherham

27ª jornada

Newcastle 4 Rotherham 0

Golos: Richie 2, Murphy, Perez -

O Newcastle alcançou o topo do campeonato com uma vitória tranquila sobre o Rotherham. O último classificado dificilmente conseguia contrariar o favoritismo de um candidato à subida de divisão. 

Apesar das diferenças, o resultado só foi inaugurado nos descontos da primeira parte devido à força e união dos visitantes. 

A vertente psicológica é algo que afecta o rendimento do Rotherham. O golo marcado pelo Newcastle no final do primeiro tempo, tornou a tarefa mais fácil na segunda parte. 

Eredivisie. Schone vestiu o papel de réu e herói na deslocação a Utrecht

19ª jornada

FC Utrecht 0 Ajax 1

Golo: Schone

A deslocação do Ajax a Utrecht revelou-se complicada devido à atitude dos anfitriões, mas também pela ineficácia dos visitantes. 

O Utrecht dispôs de algumas ocasiões, sobretudo na primeira parte onde uma bola foi parar ao poste. No segundo tempo a maior oportunidade coube ao Ajax, mas Schone desperdiçou uma grande penalidade. A redenção do médio chegou aos 83 minutos com o golo da vitória que permite manter a mesma distância para o Feyenoord. 

La Liga. MSN termina primeira volta com mais três golos

19ª jornada

Eibar 0 Barcelona 4

Golos: Dennis Suárez, Messi, Neymar, Luís Suárez

Os catalães mantiveram-se na luta pelo título com um goleada no terreno do complicado Eibar. 

Apesar dos números os golos só começaram a cair a partir dos 30 minutos, mas o trio MSN só abriu o livro no minuto 51 por Leonel Messi, sendo que, aos 68 e 90, Suárez e Neymar também entraram  na contagem iniciada por Dennis Suárez.

O início do ano trouxe um Barcelona com enorme vontade de ser novamente melhor que o grande rival.

domingo, 22 de janeiro de 2017

Liga NOS. Vimaranenses constroem resultado final em 15 minutos

18ª jornada

Sp.Braga 1 Vit.Guimarães 2

Golos. Stoiljikovic - Josué, Soares
MVP. Pedro Santos - Soares

Os vimaranenses deitaram por terra as aspirações dos anfitriões com os dois golos em 15 minutos. O resultado ficou feito nessa altura.

A reacção bracarense apareceu pelos dois homens da frente, mas também pelo novo homem forte do ataque. Battaglia parece ser um jogador perfeito para a posição, estando bem ajudado nas faixas por Wilson Eduardo e Pedro Santos. 

A vantagem de dois golos permitiu aos visitantes fechar as portas, sendo que, a baliza só abriu no minuto 90 sem possibilidade do adversário empatar. 

A jornada correu de feição ao Vit.Guimarães que ganha três pontos ao rival eterno e dois ao Sporting, ficando com hipótese de subir ao terceiro lugar. 

Liga NOS. Mais uma derrota do treinador espanhol

18ª jornada

Feirense 1 Estoril 0

Golos: Platiny
MVP: Platiny - Alisson Farias

Os canarinhos não se sentiram motivados por terem alcançado as meias-finais da Taça de Portugal, voltando a perder para o campeonato desde a entrada de Pedro Carmona. A entrada do treinador espanhol não tornou o futebol do Estoril mais vistoso como foi prometido. Não será agora que as coisas vão mudar...

O Feirense aproveitou o bom momento para conquistar três pontos fundamentais na luta pela manutenção. Ao contrário do que sucedeu na Amoreira, a troca de treinadores na Feira está a dar resultado.

Liga NOS. Futebol de ataque na mente dos dois treinadores

18ª jornada

Belenenses 1 V.Setúbal 2

Golos: Tiago Caeiro - Edinho 2
MVP: Tiago Caeiro - Edinho

Um bom jogo de futebol entre equipas orientadas por dois bons treinadores e com jogadores portugueses que prometem chegar longe no futebol nacional. A procura pela vitória esteve sempre no pensamento de Quim Machado e José Couceiro.

A diferença no resultado justifica-se pela eficácia, já que, Edinho não perdoou frente ao guardião Cristiano. Nos azuis do Restelo sentiram-se as ausências de Gerso e Abel Camará, embora Miguel Rosa tenha criado situações de perigo.

Os sadinos também contaram com a velocidade e leitura de jogo de João Amaral. O jovem português foi o principal assistente de Edinho. 

O V.Setúbal dá um pulo na tabela para o sétimo lugar, ficando longe dos lugares de despromoção e perto do objectivo inicial. O Belenenses também pode acabar no top-10 se continuar com a mesma determinação.

Liga NOS. Benfica voltou rapidamente à nota artística

18ª jornada

Benfica 4 Tondela 0

Golos: Pizzi 2, Rafa, Jonas
MVP. Pizzi - Bruno Monteiro

O confronto entre o primeiro e o último classificado gera sempre goleada por parte de Golias ou uma surpresa de David. 

A recepção do Benfica ao Tondela podia ter sido a segunda hipótese por causa dos maus 45 minutos dos encarnados, mas a primeira acabou por vingar no final do jogo devido à genialidade do trio de médios-avançados que Rui Vitória tem possibilidade de colocar em campo. 

O técnico benfiquista decidiu premiar as boas exibições de Zivkovic na Taça da Liga e na Taça de Portugal com a titularidade. A dupla atacante composta por Jonas e Mitroglou também se manteve porque é a garantia de pelo menos um golo por jogo. Apesar de tudo a chave do jogo estava no banco.

As entradas de Salvio e Rafa no segundo tempo proporcionaram maior criatividade e liberdade a Pizzi. O português marcou mais dois golos, tendo sido o homem do jogo do lado encarnado, repetindo outras nomeações que o podem levar ao título de melhor jogador do campeonato. 

O 2-0 colocava um ponto final nas aspirações do Tondela, mas ainda houve tempo para o público festejar o primeiro golo de Rafa com a camisola do Benfica. Há muito que a Luz exigia um golo ao ex-bracarense.

Numa tarde de grandes emoções, sobretudo na segunda parte, faltava o golo de Jonas de grande penalidade. 

Os três pontos ficaram na Luz, ficando definitivamente afastada a hipótese de crise por causa do empate contra o Boavista. Uma vitória na Taça da Liga ainda vai aguçar o apetite por triunfos no resto do campeonato, mesmo em vésperas do regresso da Champions. 

La Liga. Golo de Griezmann só deu para roubar um ponto em San Mamés

19ª jornada

Athletic Bilbao 2 Atlético Madrid 2

Golos: Lekue, De Marcos - Koke, Griezmann

O empate mantém as duas equipas na rota das competições europeias, apesar dos visitantes ainda sonharem com a conquista do título.

O Atlético Madrid começou em grande com o golo de Koke aos 3 minutos. O médio cruzou para a pequena área à procura de Griezmann, mas o avançado francês não tocou, acabando por iludir o guardião adversário. 

A reacção dos anfitriões surgiu apenas aos 10 minutos, tendo assumido o controlo da partida até ao intervalo, altura em que Lekue fez o empate. O recuo dos colchoneros prejudicou a equipa que sofreu o 2-1 no inicio do segundo tempo num excelente golo de De Marcos. A entrada de Torres não surtiu o efeito desejado por Diego Simeone, pelo que, foi necessário colocar Correa e Gaitan para inverter o resultado negativo. 

As duas equipas defenderam bem sempre que se encontravam em vantagem, dificultando a acção do adversário à entrada de cada grande área. Neste capitulo, Gabi e Iturraspe estiveram em bom plano. 

O golo de Griezmann aos 80 minutos deu esperança aos adeptos colchoneros, mas o 2-2 foi mesmo o resultado final. O título parece ser uma miragem para o Atleti.

La Liga. Sevilha confirma a melhor primeira volta de sempre

19ª jornada

Osasuna 3 Sevilha 4

Golos: Sergio León, Kenan Kodro, Iborra a.g - Iborra 2, Franco Vazquez, Sarabia

Um grande jogo entre o último classificado e um candidato ao título, embora haja sempre reservas. O Sevilha pode não aguentar o ritmo dos principais clubes, mas realizou a melhor primeira volta da história do clube. 

Os andaluzes começaram a perder devido ao golo de Sergio Leon aos 15 minutos. O capitão do Sevilha empatou perto do intervalo e ofereceu a vantagem aos 65 minutos. O jogo parecia controlado, mas Iborra fez um auto-golo que animou os anfitriões.

O Osasuna não aguentou a pressão final do adversário motivada pelas entradas de Sarabia e Franco Vázquez. O segundo fez o 2-3 aos 80 minutos, enquanto Sarabia marcou o quarto golo nos descontos, tendo sido decisivo porque os anfitriões ainda reduziram por Kodro. 

O Sevilha sabe pautar os ritmos do jogo, possuindo um ataque com capacidade para dar a volta aos resultados negativos. 

sábado, 21 de janeiro de 2017

Liga NOS. Axadrezados já se intrometeram na luta pela Europa

18ª jornada

Arouca 1 Boavista 2

Golos: Tomané - Idriss, Iuri Medeiros
MVP: Tomané - Iuri Medeiros

O Boavista voltou a encantar depois do brilharete no Estádio da Luz, novamente com Iuri Medeiros em destaque.

Os axadrezados começaram mal, mas rapidamente deram a volta ao resultado, tendo chegado à vitória na segunda parte. O trabalho de Miguel Leal tem de ser realçado, apesar do anterior mau momento. Não há dúvida que o treinador tem conseguido que a equipa jogue futebol.

Os três pontos colocam o Boavista numa posição que garante praticamente a manutenção e permite sonhar com o regresso ás competições europeias.

Liga NOS. Nem com Palhinha o Sporting consegue vencer os jogos

18ª jornada

Marítimo 2 Sporting 2

Golos Éber Bessa, Raul Silva - Bas Dost, Gelson Marting
MVP. Éber Bessa - Gelson Martins

Os madeirenses cumpriram a tradição de não perderem nos Barreiros sob a liderança de Daniel Ramos, conquistando o sétimo ponto frente aos grandes, faltando apenas a recepção ao FC Porto.

O Sporting continua na mesma onda negativa, mesmo com uma ligeira subida de produção na segunda parte. Jesus sentou finalmente William Carvalho, dando a primeira oportunidade ao jovem João Palhinha, mas o problema esteve no guardião Rui Patrício que esteve mal nos dois lances dos golos do Marítimo. 

A forma aguerrida e lutadora com que os adversários encaram os jogos frente ao Sporting não tem sido contrariado por Jesus. O técnico construiu uma formação com base na qualidade técnica, esquecendo de dar músculo.

O segundo empate consecutivo é mais uma desilusão na luta por lugar de acesso à Liga dos Campeões de forma directa ou indirecta. Não se percebe porque razão ainda perguntam a Jesus se acredita no título.

Premier League. Jogo ofensivo deixa as duas equipas longe do primeiro lugar

18ª jornada

Manchester City 2 Tottenham 2

Golos. Sane, Kevin De Bruyne - Delle Alli, Son

Um empate justo, já que, as duas equipas jogaram muito bem, procurando insistentemente o golo. Os treinadores sabem que não perder mais pontos, pelo que, apostam tudo na vitória. Neste capítulo, impressiona a forma como os Spurs igualaram os milhões que estão plasmados no ataque do City. 

A utilização dos jogadores também faz a diferença. Delle Alli e Son jogam mais vezes que Sane, embora os restantes sejam titulares indiscutíveis. 

A divisão de pontos prejudica as formações porque podem ficar longe do Chelsea. O Arsenal também pode aproveitar para subir ao segundo lugar. Guardiola junta-se a Mourinho na crise dos clubes de Manchester, ficando as equipas londrinas nas primeiras três posições da tabela. 

Liga NOS. Quatro cabeçadas certeiras garantem pressão sobre o líder

18ª jornada

FC Porto 4 Rio Ave 2

Golos: Felipe, Marcano, Danilo, Rui Pedro - Guedes, Roderick
MVP: Alex Telles - Guedes

Uma boa exibição na sequência do que sucedeu frente ao Moreirense. A dinâmica da equipa continua a mesma porque os intérpretes sobem de forma. 

Apesar dos números, o triunfo foi difícil devido à postura do Rio Ave, que se alterou desde a entrada de Luís Castro. A segurança no resultado só chegou no 3-1 de Danilo Pereira. 

O Dragão tremeu após Roderick ter feito o 1-2 através de uma grande penalidade, mas os passes de Alex Telles tiveram influência no desfecho de um jogo, cuja principal curiosidade foram os quatro golos dos azuis e brancos terem sido marcados de cabeça. O defesa esquerdo brasileiro dos dragões assistiu Felipe, Marcano e Danilo. No final ainda houve tempo para o jovem Rui Pedro fazer o segundo tento na equipa principal. 

O resultado premeia as dinâmicas conseguidas por Nuno Espírito Santo, mesmo com maus resultados pelo meio, colocando pressão sobre o Benfica, Sp.Braga e Sporting.